Últimas Notícias

A partir deste domingo, 25, as ligações locais e interurbanas de telefones fixos para móveis ficarão mais baratas. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a redução das chamadas locais vai variar entre 10,58% e 12,75% e a das tarifas interurbanas, entre 3,98% e 7,41%.
A queda vai ocorrer devido à redução das tarifas de interconexão, que é o valor cobrado de uma empresa pelo uso da rede de outra operadora para a realização de serviços. O cálculo das tarifas é feito pela Anatel. De acordo com a agência, as tarifas de interconexão foram usadas inicialmente para subsidiar a instalação de redes das operadoras móveis.
A redução das tarifas vale para as ligações originadas nas redes das concessionárias de telefonia fixa – Oi, Telefônica, CTBC, Embratel e Sercomtel – destinadas às operadoras móveis. O preço médio das ligações locais de telefone fixo para móvel vai passar de R$ 0,18 para R$ 0,12, sem imposto.
Para as ligações interurbanas feitas de fixo para móvel com DDD iniciando com o mesmo dígito, por exemplo, DDDs 61 (Brasília) para 62 (Goiânia), o preço médio cairá de R$ 0,55 para R$ 0,39. Enquanto o preço médio das demais ligações interurbanas de fixo para celular, vai ser reduzido de R$ 0,62 para R$ 0,45.
Desde 2014, a tarifa de interconexão vem caindo e novas reduções devem acontecer até 2019. A lista com a redução de cada concessionária está disponível no site da Anatel.

Agência Brasil com informações da Anatel

Um acidente deixou uma vítima fatal e um ferido, na madrugada deste domingo (25), na CE-257, entre os municípios de Santa Quitéria e Hidrolândia, na localidade de Bom Banho.
Segundo informações, Francisco Leandro Souza Silva, 26 e Emerson Oliveira de Araújo, trafegavam em uma moto Honda Fan, de cor preta e placa OHX-9929, quando acabaram perdendo o controle e caíram na estrada.
Emerson ficou um pouco distante de onde Leandro caiu e foi tentar socorrê-lo, no entanto, logo em seguida, após a queda, um carro acabou passando por cima do corpo de Leandro, que já estava no chão.


O carro foi identificado como um VW Gol, de cor branca e placas HUP-3591, conduzido por Luiz Garcia de Abreu, que parou a alguns quilômetros depois na tentativa de prestar socorro a vítima, que não resistiu e morreu na hora.
A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Estadual estiveram no local, registrando a ocorrência. O corpo da vítima foi recolhido pela Perícia Forense. Emerson, que estava na garupa, teve apenas algumas escoriações.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, admitiu que poderá sair do PSD para ser candidato à Presidência da República. O destino preferido, até agora, é o MDB. Dono de apenas 2% das intenções de votos, Meirelles disse, porém, que tem conversado "com vários partidos" e feito pesquisas qualitativas para medir o seu potencial de crescimento.
"A questão que estamos discutindo é qual será o meu partido. Kassab vai se posicionar em relação a fatos concretos: ter um candidato a presidente da República ou ter candidato a vice-governador de São Paulo. No caso, ele próprio", afirmou Meirelles ao Estado. 
A referência ao ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, não foi à toa. Chefe do PSD, Kassab negocia para ele a vaga de vice na provável chapa a ser liderada pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), ao governo paulista. Em troca, o PSD está disposto a apoiar a candidatura do governador tucano Geraldo Alckmin ao Palácio do Planalto, mesmo tendo Meirelles como presidenciável.

Entrevista

- O sr. já sondou marqueteiros, como Duda Mendonça, para fazer sua campanha. O que falta para definir a candidatura?
De fato, tenho um assessor que conversou com Duda Mendonça, com Eduardo Fischer, com o próprio Fábio Veiga, que eu contratei para fazer o Twitter e o Facebook, e com outros. Estou fazendo pesquisas qualitativas que mostram o potencial de crescimento e vamos avaliar o cenário. Não tomo decisões por um lampejo. Fiz um curso de 30 dias, muito tempo atrás, sobre tomada de decisões. Chamava-se Odisseia. Decisões instintivas tendem a ser erradas.

- O PSD, seu partido, deve apoiar a candidatura do governador Geraldo Alckmin (PSDB) por causa de um acerto em São Paulo. Diante disso, o sr. pode se filiar ao MDB do presidente Temer?
Eu tenho conversado com vários partidos. Evidentemente, o MDB tem grande tempo de TV, mas primeiro tenho de tomar a decisão. A questão que estamos discutindo é qual será o meu partido. Tive ótimas conversas com Kassab (ministro Gilberto Kassab). Ele vai se posicionar em relação a fatos concretos: ter um candidato a presidente da República ou ter candidato a vice-governador de São Paulo. No caso, ele próprio.

- O sr. disse ao Estado que uma eventual candidatura do presidente Temer não inviabiliza a sua. Mas o sr. e ele não disputam o mesmo eleitorado?
É absolutamente plausível ter dois candidatos. Nada impediria e verificaríamos quem iria para o segundo turno ou não. Dito isso, acho que a melhor estratégia é ter um único candidato para representar esse programa de reformas que está sendo conduzido. Eu e o presidente estamos juntos nesse projeto e vamos chegar a um acordo.

- Pode haver uma chapa pura do MDB, tendo o sr. de vice?
Eu não sou candidato a vice. Não tenho interesse. Já fui convidado para ser candidato a vice da Dilma (Rousseff), em 2010 e do Aécio (Neves), em 2014.

- O sr. fala em um candidato único da coligação, mas o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer disputar. Além disso, embora o PSDB não seja mais da base aliada, o governador Alckmin é do mesmo espectro, de centro. Acha possível unir todos esses partidos?
Vai depender de os candidatos terem a disposição de fazer uma composição. Eu tenho e o presidente Temer também. Os outros eu não sei.

- Ainda não se sabe se o ex-presidente Lula poderá ser candidato do PT. No outro extremo, de direita, está o deputado Jair Bolsonaro (PSC). Se o centro político não se arrumar logo, não perderá espaço?
A candidatura (de centro) colocada de fato na mesa é a do Geraldo Alckmin. O Rodrigo Maia está dentro dessa discussão se é candidato. Certamente haverá um candidato apoiado pelo governo. O mais provável é ser o presidente ou eu próprio.

- No Planalto se diz que o candidato da base deve defender o "legado do governo". Mas o sr. defenderia o presidente das denúncias que pesam contra ele?
Com toda certeza. Trabalho com ele e acredito que o presidente tem feito uma administração excelente. Sou parte dela. Se for candidato, defenderei. Não tenho dúvida.

- O sr. defende o fim do auxílio-moradia?
Eu abri mão. De fato, no meu caso, não preciso. É uma questão complexa. A regra precisa ser melhorada para não configurar privilégio.

- A economia dá alguns sinais de melhora, mas o sr. não capitaliza isso. Como pretende se tornar conhecido?
Esperamos criar 2,5 milhões de novos empregos neste ano. A inflação está sob controle. Se os fatos são favoráveis, isso facilita muito a comunicação.

- Até agora, o seu discurso é voltado para o ajuste fiscal, um tema árido para a campanha. Qual será a sua plataforma social?
A melhor política social que existe é a criação do emprego. Além disso, vamos reforçar e, se necessário, ampliar o Bolsa Família. Recurso para a saúde é fundamental, e, para tanto, é necessário crescimento e aumento da arrecadação. A reforma do ensino médio também foi muito importante. As coisas estão todas interligadas e a economia está no centro. 

- Mas o teto de gastos mostra que não é suficiente só arrecadação para garantir recursos a determinadas áreas. Em saúde, por exemplo, o que houve foi o congelamento das despesas.
A emenda do teto preserva o piso de investimento em saúde e educação. Mas é fundamental aprovar a reforma da Previdência para poder gerar recursos adicionais.

- Só que, com a intervenção na segurança do Rio, não se pode votar a reforma da Previdência, uma bandeira que o sr. Perdeu...
A intervenção no Rio é uma prioridade, mas vai terminar em um certo momento. Aí a Previdência deverá ser votada. Se não for neste governo, será no próximo e o resultado da eleição passará a ser mais importante ainda.

- Essa intervenção não é uma faca de dois gumes? Ninguém sabe como vai ser, pode dar errado e, além disso, muitos interpretaram a medida como eleitoreira. 
Não tem interesse eleitoral. Eu acredito que a intervenção tem todas as condições para ser bem sucedida. O general Braga Netto é muito competente. Agora, qualquer decisão de governo tem riscos.

- Ao que tudo indica, essa campanha será marcada por denúncias. O sr. não teme se tornar alvo pelo fato de ter presidido o Conselho de Administração da J&F?
Isso não é um problema porque minha carreira é inquestionável. Não é sujeita a nenhum tipo de dúvida ou problema e não há segredo no mercado financeiro de São Paulo. Qualquer pessoa sabe que meu trabalho ali (na J&F) era exclusivamente dedicado à construção da plataforma digital do Banco Original, na marginal do Pinheiros, e não na do Tietê (onde fica a sede da J&F Investimentos). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadão Conteúdo

Um suspeito foi morto em confronto com o efetivo da Polícia Militar do Ceará (PMCE) em Boa Viagem, município do interior cearense, no fim da tarde deste sábado (24). Com o homem, identificado como Iuri Abreu de sousa, de 21 anos, foram apreendidas duas armas, dentre elas um fuzil AK-47 e uma pistola 380.
As informações foram confirmadas pelo chefe do Comando de Policiamento do Interior Norte (CPI), coronel Gilvandro Oliveira. De acordo com a Polícia, a composição recebeu a informação de que haveriam armas escondidas em uma residência, na localidade de Ramadinha, em Boa Viagem. Chegando ao local, por volta de 17h40, três suspeitos foram avistados. Segundo os policiais, um deles era Iuri, com quem foi visto o fuzil, em mãos. Ainda conforme o relato dos agentes de segurança, os suspeitos deram início aos tiros, que foram respondidos pela composição. 
Iuri caiu ferido e não sobreviveu. Os outros dois, conseguiram fugir pelo matagal. Um dos suspeitos estaria "provavelmente baleado", conforme o coronel. No local, os policiais ainda encontraram um veículo Fiat Uno de cor branca, que teria sido utilizado no ataque à agência dos Correios em Itatira, no último dia 17. Até a publicação desta matéria, os outros dois suspeitos seguiam foragidos.

Diário do Nordeste

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nessa sexta-feira (23) que a bandeira tarifária de março continuará na cor verde, o que significa que não haverá cobrança extra nas contas de luz. Com isso, nos três primeiros meses do ano, não terá havido cobrança adicional nas contas de energia. Em janeiro, a bandeira já havia ficado na cor verde. Em fevereiro a Aneel decidiu manter a tarifa no mesmo patamar. A manutenção dela em março significa que a situação nos reservatórios das hidrelétricas continua a melhorar, devido à volta das chuvas.
Nos últimos meses de 2017, por causa do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, houve cobrança extra nas contas de luz via bandeira tarifária. Isso ocorre para arrecadar recursos necessários para cobrir custos extras com a produção de energia mais cara, gerada por termelétricas.
Em outubro e novembro vigorou a bandeira vermelha no patamar 2, a mais alta prevista pela agência. Em outubro, o acréscimo foi de R$ 3,50 a cada 100 kWh consumidos no mês. Em novembro, como a Aneel antecipou a revisão dos valores que seriam aplicados a partir de janeiro de 2018, o valor adicional passou para R$ 5,00 a cada 100 kWh.
Já em dezembro, em razão do início do período chuvoso, a agência reguladora determinou a cobrança da bandeira vermelha, mas no patamar 1, com cobrança extra de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

Agência Brasil

A Polícia Militar de Santa Quitéria apreendeu na noite desta sexta (23), vários materiais que estavam em uma casa no bairro Cohab.
Policiais foram informados de que, em uma casa no referido bairro, funcionava uma boca de fumo. Ao chegarem no local repassado, um homem não identificado avistou a composição e fugiu da residência, deixando pra trás, um revólver calibre 38, seis munições calibre 40, 850g de pasta base e R$ 670,00 em espécie.
O indivíduo não foi localizado e os materiais foram apreendidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget