Últimas Notícias

Devido à paralisação nacional dos caminhoneiros, cerca de 960 postos já estão sem combustível para a venda aos consumidores no Ceará, neste sábado, no sexto dia de greve da categoria, estimou o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos), que alertou para o risco do colapso total do abastecimento no Estado para a próxima terça-feira (29).
O número de estabelecimentos afetados pela crise dos combustíveis atinge cerca de 60% do total de postos registrados no sindicato (1.600). Somente na Grande Fortaleza, onde existem 450 postos, falta combustível em 250 deles.
"Na próxima segunda-feira, às 19h, faremos uma reunião para avaliar a situação. Na próxima terça, há o risco de chegar a 100% dos postos sem combustível", alertou o assessor econômico do Sindipostos, Antônio José Costa, no final da manhã de sábado, em entrevista ao Diário do Nordeste.
Na comparação com as capitais nordestinas, Fortaleza deve ser a menos afetada pela crise dos combustíveis, por ser mais curta a distância entre o Cais do Porto, de onde os caminhões-tanque saem para a distribuição do produto, e os postos. 
"Nas capitais do Sudeste, a situação dos postos está pior", avaliou Costa, que não dispõe ainda de uma estimativa do prejuízo para o setor nem as regiões e os municípios que mais concentram postos fechados por conta da crise.
A previsão do Sindipostos sobre a interrupção total da venda de combustíveis no Estado coincide com a estimativa feita pelo Sindicato das Empresas, Micro-Empresas e dos Transportadores Autônomos de Escolares do Estado do Ceará, que também alertou hoje para um possível colapso total do transporte de crianças para a próxima terça-feira, caso o abastecimento do diesel não seja normalizado até lá.
O movimento paredista dos caminhoneiros começou na última segunda-feira. A categoria protesta contra as sucessivas altas do preço do diesel, alegando que o aumento dos custos prejudica seus rendimentos. Em todo o País, rodovias foram bloqueadas, provocando desabastecimento de alimentos em centrais de distribuição, falta de querosene de aviação em aeroportos, além de transtornos para motoristas nas estradas, além de problemas de estoque para o comércio e a indústria.
O governo federal chegou, na última quinta-feira, a anunciar um acordo com algumas entidades representativas dos caminhoneiros, propondo um período de trégua para negociar a pauta de reivindicações. O Congresso Nacional prometeu agilizar a votação de isenção tributária para o diesel, além de outros projetos que reduzem tributos para o setor de transporte. Na sexta-feira, o presidente Michel Temer anunciou o emprego das Forças federais de segurança para garantir a escolta de caminhões, em um esforço para evitar que a paralisação total da economia do País.

Diário do Nordeste

A paralisação de caminhoneiros em todo o país, motivada pela alta no preço cdo combustível, chegou ao 6º dia neste sábado (26). No Ceará, 14 trechos estão bloqueados nas rodovias, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Além das barreiras nas rodovias, caminhoneiros e motoristas intensificaram manifestações nas principais vias de acesso a Fortaleza. Manifestantes seguem bloqueando na manhã deste sábado os acessos ao Porto do Mucuripe desde a quinta-feira (24), a fim de evitar possível desembarque de combustível.
Conforme Antônio Evangelista, diretor da Associação dos Motoristas de Transporte Individual Privado de Passageiros, grupo que está no Porto do Mucuripe, cerca de 200 motoristas de aplicativo e caminhoneiros participam do protesto. Ele conta a principal reclamação do grupo é o aumento no valor da gasolina. “Continuamos aqui no Centro de Distribuição dos combustíveis. Estamos aqui com 200 veículos em um ato pacífico contra o aumento do combustível”, disse.
Já na Avenida Maestro Lisboa cerca de 60 motoristas de caminhões se concentram em um trecho da via. Segundo um dos organizadores o ato é pacífico e que alguns motoristas devem se dirigir ao Porto Mucuripe.
Os locais bloqueadas nesta sexta-feira no Ceará são:

BR-116
1) Em Fortaleza/CE, na BR 116, km 15, em 26/05/2018 08:30, ocorreu uma interdição parcial, somente no sentido decrescente, em virtude de manifestação de caminhoneiros, com cerca de 15 manifestantes e 15 veículos de carga , que reivindicam atendimento da pauta de demandas da categoria, entre elas a redução do preço do combustível. Equipe PRF informa que a obstrução se dá por meio de obstáculos físicos, sem agressividade, bloqueando apenas veículos de carga.
2) Em Eusébio/CE, na BR 116, km 18,0, em 23/05/2018 06:00, ocorreu uma interdição parcial, nos dois sentidos, com congestionamento de 2 km, sem previsão de liberação, em virtude de manifestação de caminhoneiros. Atualização: Em 26/05/2018 às 08:30h, permanece a interdição.
3) Em Chorozinho/CE, na BR 116, km 70,0, em 22/05/2018 10:36, há aproximadamente 800 caminhões ocupando 6 km de acostamento, em ambos os sentidos. Os manifestantes reivindicam redução do preço do óleo diesel, bloqueando somente veículos de carga. Não há congestionamento, apenas lentidão no trânsito. Atualização: Em 26/05/2018 às 07:00, permanece a interdição.
4) Em Russas/CE, na BR 116, km 174,0, em 23/05/2018 17:30, ocorreu uma interdição parcial, nos dois sentidos, sem previsão de liberação, em virtude de manifestação de caminhoneiros. OBS: Correção do km de 168 para 174. Atualização: Em 25/05/2018 às 22:00h, permanece a interdição.
5) Em Tabuleiro do Norte/CE, na BR 116, km 215,0, em 23/05/2018 13:00, ocorreu uma interdição parcial, onde uma fila de caminhões ocupam o acostamento e o Posto Cachoeira III em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. A manifestação está bloqueando apenas passagem de veículos de carga. Atualização: Em 25/05/2018 às 22:00h, permanece a interdição.
6) Em Alto Santo/CE, na BR 116, km 250,0, em 23/05/2018 13:00, ocorreu uma interdição parcial, onde uma fila de cerca de 50 caminhões ocupam o acostamento em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. A manifestação está bloqueando apenas passagem de veículos de carga. Atualização: Em 26/05/2018 às 01:00h, permanece a interdição.
7) Em Brejo Santo/CE, na BR 116, km 500,0, em 24/05/2018 10:30, ocorreu uma interdição parcial, sem previsão de liberação, em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. A manifestação está bloqueando, com pneus, apenas passagem de veículos de carga, liberando para automóveis, ônibus e ambulância. Cerca de 100 caminhões parados no acostamento. Atualização: Em 25/05/2018 às 23:00h, permanece a interdição.
8) Em Penaforte/CE, na BR 116, km 545,0, em 22/05/2018 11:13, ocorreu uma interdição parcial, onde uma fila de caminhões ocupam o acostamento em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. A manifestação está bloqueando apenas passagem de veículos de carga. Atualização: Em 25/05/2018 às 23:00h, permanece a interdição.

BR-222
9) Em Sobral/CE, na BR 222, km 249,0, em 24/05/2018 08:30, ocorreu uma interdição parcial, onde uma fila de caminhões em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. A manifestação está bloqueando apenas passagem de veículos de carga, com desvio somente pelo acostamento liberando para automóveis, ônibus e ambulância.
10) Em Tianguá/CE, na BR 222, km 334,0, em 22/05/2018 19:30, ocorreu uma interdição parcial em virtude de manifestação de caminhoneiros, com cerca de 100 caminhões no acostamento em ambos os sentidos que reivindicam redução do preço do óleo diesel. Atualização: Em 26/05/2018 às 01:30, permanece a interdição.

BR-020
11) Em Tauá/CE, na BR 020, km 84,0, em 24/05/2018 17:30, ocorreu uma interdição parcial em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. Bloqueio apenas para de veículos de carga, liberado para automóveis, ônibus e ambulância. Atualização: Em 25/05/2018 às 23:30h, permanece a interdição.
12) Em Maracanaú/CE, na BR 20, km 419, em 26/05/2018 07:00, ocorreu uma interdição parcial, em virtude de manifestação de caminhoneiros, com cerca de 20 manifestantes e 20 veículos de carga , que reivindicam redução do preço dos combustíveis, com pneus sobre a via. Bloqueando somente o trânsito apenas de caminhões. Veículos de passeio, ônibus e ambulâncias passam normalmente.

BR-304
13) Em Aracati/CE, na BR 304, km 47,0, em 24/05/2018 07:45, ocorreu uma interdição parcial, onde uma fila de caminhões ocupam o acostamento em virtude de manifestação de caminhoneiros, que reivindicam redução do preço do óleo diesel. A manifestação está bloqueando a passagem de veículos de carga e, de forma intermitente, a passagem de veículos de passeio. Atualização: Em 25/05/2018 às 19:00h, permanece a interdição.

BR-402
14) Em Itapipoca/CE, na BR 402, km 254,0, em 25/05/2018 16:20, ocorreu uma interdição parcial, sem previsão de liberação, em virtude de manifestação de caminhoneiros, com cerca de 15 caminhões. Atualização: Em 25/05/2018 às 20:00h, permanece a interdição.

G1 CE

A falta de combustível que afetou todos os aeroportos do país, e chegou a cancelar pousos e decolagens em Brasília e no Recife, nesta sexta-feira (25), deixou no chão também a aeronave que transporta o presidente da República, Michel Temer (MDB). Conforme o jornal Metrópoles, o avião tem pouco querosene de aviação (QAV). O suficiente para voos curtos.
Segundo fonte ligada à Presidência da República citada na reportagem, em caso de distâncias maiores, a Força Aérea Brasileira (FAB) teria de levar Temer até os aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, ou Galeão, no Rio de Janeiro, e abastecer a aeronave com dutos da Petrobras. A FAB não confirmou, até o momento, a falta de combustível na aeronave oficial do presidente. 

O jornal Estado de S. Paulo traz matéria, neste sábado (26), mostrando que o Aeroporto de Fortaleza só tem combustível garantido até as 18h de hoje. Isso significa que depois desse horário os aviões não terão como ser abastecidos e os voos serão cancelados.
O aeroporto de Juazeiro do Norte, por exemplo, só pode receber aeronaves que tenham combustível suficiente para seguir viagem.
Com as barricadas nas estradas do Ceará e nos demais estados do país, o transporte de combustível para parques de tancagens, postos e aeroportos foram suspensos.
Segundo o jornal, pelo menos 14 aeroportos estavam sem combustível até ontem à noite, e 90 voos foram cancelados.

Ceará News 7

Durante a sessão ordinária na manhã desta sexta (25), a Câmara Municipal de Santa Quitéria aprovou uma proposta de emenda a Lei Orgânica do Município e uma resolução ao Regimento Interno da Casa, para alterar o horário de realização das sessões ordinárias.
Atualmente, as sessões, realizadas todas as sextas, iniciam às 08:00 e há reclamação por parte dos quiterienses, que ficam impossibilitados de acompanharem as reuniões por estarem em seus postos de trabalhos e demais compromissos.
Com a modificação, as sessões passam a iniciar às 17:00, perdurando até 21:00. A presidência da Casa deverá anunciar em breve, quando entrará em vigor a alteração.

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget