Assaltantes amarram, amordaçam, jogam querosene e ameaçam de atear fogo em crianças

30/01/2016 - Quatro irmãos, uma adolescente e três crianças, viveram momentos de terror nesta sexta-feira, 29, em Quixadá. Elas foram amarradas e amordaçadas durante um assalto praticado por quatro bandidos, um deles portando uma arma de fogo de cano longo. Os criminosos chegaram a jogar querosene no corpo da mais velha, de 16, ameaçando tocar fogo se ela não dissesse onde estava o dinheiro do pai. A vitima ainda levou uma coronhada na cabeça.
A Polícia Militar confirma a ocorrência, registrada no início da tarde na localidade de Lagoa Redonda II, no distrito de Tapuiará. O pai das crianças, um pescador viúvo de 43 anos, havia saído de casa para pescar. Os assaltantes estavam à procura de dinheiro. Apesar de torturem os filhos do pescador o dinheiro não foi encontrado. Então roubaram a motocicleta Honda CG 150 de cor vermelha, fugindo para a área urbana de Quixadá.
Ao tomar conhecimento do roubo e da selvageria dos criminosos, o comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM), coronel Ednardo Calixto, acionou todas as equipes da corporação. Duas equipes do Comando Tático Rural (Cotar) deram apoio. Foi realizado um cerco na região. No início da noite, por volta das 18 horas, no bairro Carrascal, na periferia de Quixadá, um dos bandidos acabou caindo com a motocicleta roubada. Ele foi resgatado por um comparsa. A motocicleta foi abandonada no local.
Equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil continuam a procura dos criminosos. A Polícia agradece quem puder colaborar, dando informações sobre o paradeiro do bando através deligações telefônicas anônimas. Os telefones disponíveis são o 190, de emergência da PM e(88) 3445-1047, da delegacia regional da Polícia Civil. A família do pescador ficou traumatizada com o ataque. Os moradores da região continuam assustados.

Diário Sertão Central
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe