Candidatos a vereador não terão mais tempo na propaganda eleitoral em rádio e TV

12/01/2016 - Os candidatos às eleições deste ano terão que se adaptar à novas regras.
Isso porque uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu algumas novidades, como a redução no tempo de televisão, punições para gestores que utilizarem a máquina pública para a obtenção de vantagens eleitorais e o fim da programação política, em rádio e televisão, para candidatos a vereador.
O TSE determina, também, que a campanha eleitoral nas ruas, que deveriam começar em 5 de julho, comecem, agora, só a partir do 15 de agosto.
Já sobre o limite de gastos, em cidades com segundo turno, o valor limite de gastos para os candidatos à prefeitura da cidade será de 50% do maior valor declarado em 2012. Em cidades com apenas primeiro turno, limite é de 70% do maior valor declarado em 2012.
A procuradoria regional eleitoral informou, por meio de nota, que atuará com sete servidores em Fortaleza, além de 123 promotores eleitorais no interior, e que poderá propor, até a data da diplomação dos candidatos eleitos, ações com pedido de cassação de registros, caso haja irregularidades comprovadas.

Tribuna do Ceará
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe