Caso Lucas Noé: Suspeitos da execução são detidos

14/01/2016 - Um homem e um adolescente foram detidos, na última terça-feira (12), por uma patrulha do Comando Tático Rural (Cotar) no município de Santa Quitéria, localizado a cerca de 220 km de Fortaleza, suspeitos de terem executado um jovem de 19 anos, identificado pela Polícia como Lucas Noé Barbosa de Paula. Conforme a Polícia Civil, o crime aconteceu na segunda-feira (11).
De acordo com o comandante do Cotar, major Rodrigues, as equipes foram acionadas e se dirigiram ao local imediatamente para realizar as diligências. A Polícia conseguiu levantar informações sobre a localização e a identificação de dois suspeitos: Frederico Antônio Rodrigues de Lima, conhecido popularmente por “Junin do Fred”, 22 anos, e um adolescente de 17 anos.
Os dois foram conduzidos à delegacia local e apresentados ao titular da Delegacia Municipal de Santa Quitéria, Luciano Lacerda, que expediu um guia de exame residuográfico (teste para detectar resíduos de pólvora originados através do disparo de uma arma de fogo).

Em depoimento, Frederico Antônio acabou confessando o homicídio. Imediatamente, a Polícia foi até a casa dele para apreender a arma utilizada no crime. Além do revólver, também foram apreendidos 366,5 g de crack e 68 papelotes de cocaína prontos para a venda.
Eles confessaram, também, o local onde estava escondida a moto utilizada na ação. Na ocasião, o veículo, de placa OIE 3025, além de um chassi de uma moto de placa HWF- 1855 e várias peças de motos em geral estavam na residência, utilizada justamente como desmanche de motocicletas e esconderijo para outros possíveis comparsas.

Motivação
Conforme o delegado Luciano Lacerda, há diversas linhas de investigação que podem definir a motivação do homicídio. Apesar da autoria já ter sido determinada, sendo Frederico Antônio apontado como o autor do crime e o adolescente o cúmplice, as investigações prosseguem. O delegado diz não confiar na versão apresentada pelo suspeito durante o depoimento.
“Segundo o Frederico, ele matou o rapaz (Lucas Noé) porque ele tinha ficado com a namorada dele. Mas como eles são envolvidos com roubo, tráfico e até fraude no seguro DPVAT. Existe uma gama de possibilidades motivadoras do crime”, afirma.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe