Minério de ferro pode ser o atrativo para alta incidência de raios em Santa Quitéria

27/01/2016 - Somente nos primeiros dias de 2016, o município de Santa Quitéria já recebeu mais de 530 raios, ficando entre as cidades com maiores incidências do fenômeno, segundo a Coelce (Companhia Energética do Ceará).
A companhia alerta para o risco de acidentes, sugerindo que seja evitado o uso de aparelhos domésticos conectados à tomada, chuveiros elétricos e o conserto de instalações elétricas.
No município, a população se assustou com o número e questiona o que pode atrair o fenômeno para o solo quiteriense.

Para o professor Humberto Sales, estudioso do assunto, o que pode atrair a eletricidade é andar com metais ou próximo a árvores altas e prédios bastante elevados.
“O que pode causar os raios é o minério de ferro, devido a atração dos raios”, acrescentou.
Questionado se o minério de urânio na Jazida de Itataia poderia influir nas descargas, afirmou que não há um estudo específico que comprove a influência radioativa.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe