S.O.S Saúde de Santa Quitéria

07/01/2016 - Há quase quatro anos, a saúde da população de Santa Quitéria está em estado de comprometimento grave, principalmente, para aqueles que dela mais necessitam, ou seja, a falta de saúde constatada pelos moradores, desde a sede a cada distrito, é notório e doentio.
O que se ver é a ausência de profissionais, combustível para o transporte destes, falta de insumos farmacêuticos básicos (seringa, luvas, medicamentos essenciais) nos PSFs e um revezamento de ingerências.
Quando falta dentista, tem a cadeira; quando o dentista chega, a cadeira está quebrada; quando o médico não vem, o que faltou? O combustível para transportá-lo, só que este combustível é algo muito além, significa a ingerência do dinheiro público, o agravamento do adoecimento da população, o descumprimento com as prerrogativas do direito à saúde, é algo mais além que você, talvez, nem imagine. 
O grande feito da gestão foi a construção do Hospital Municipal. Boa estrutura, mas há a reclamação dos recursos humanos, profissionais e a falta dos procedimentos médicos corriqueiros para um hospital. Saúde é algo para se efetivar, se garantir.
Chegou aqui uma notícia, a marcação de um atendimento especializado para uma idosa, só que a mesma infelizmente faleceu há três meses. A demora na execução dos processos, a má gestão está matando as pessoas, a saúde não está acontecendo e enquanto isto, outros populares reclamam que, há mais de um ano, esperam atendimento.
Quantos ainda morrerão? Fica a pergunta. S.O.S, salvem a saúde de Santa Quitéria, esta gente tem o direito de viver! 
Eles dizem que não tem dinheiro, mas os repasses não param de chegar nos cofres da prefeitura.

Dimas Alves é militante social e residente no distrito de Lisieux. Este texto foi publicado originalmente em seu blog, cujo artigo pode ser lido aqui.

O espaço do nosso portal está aberto para qualquer esclarecimento que a administração municipal queira fazer sobre o assunto, entrando em contato conosco através deste link.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe