Dilma diz que grampos que atingem a presidência degradam a Constituição e a Justiça

17/03/2016 - A presidente Dilma Rousseff afirmou durante a posse do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil que os grampos telefônicos divulgados nesta quarta-feira (16) "abrem precedentes gravíssimos" e disse que os "golpes começam assim". 
A petista ainda afirmou que os grampos atingem à cidadania, à democracia e à Constituição. "Investigações baseadas em grampos ilegais não favorecem a democracia nesse país", afirmou. "Nossa obrigação é enfrentar essa situação que ameaça degradar a Constituição e a Justiça."
"Interpretação desvirtuada, investigações baseadas em grampos ilegais, não favorecem a democracia nesse país", disse a presidente. "Quando isso acontece, fica nítida a tentativa de ultrapassar o estado democrático de direito rumo ao estado de exceção."

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe