Dilma se diz "inconformada" com condução de Lula para depor à PF

04/03/2016 - A presidente Dilma Rousseff disse, em pronunciamento nesta sexta-feira (4), que está inconformada com as ações que levaram o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva a ir depor na sede da Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Segundo ela, a condução coercitiva foi “desnecessária”. 
Dilma lembrou que o ex-presidente nunca se negou a se prestar qualquer tipo de esclarecimento e, por isso, a condução coercitiva desta sexta era desnecessária. A chefe do poder executivo do Brasil reforçou ainda que as investigações precisam adotar medidas proporcionais, respeitando os direitos individuais. 
O ex-presidente Lula foi alvo da 24ª fase da Operação Lava-Jato deflagrada na manhã desta sexta. Um mandato de condução coercitiva conduziu o petista para prestar depoimento na sede da Polícia Federal. Após os esclarecimentos, Lula afirmou que se sentiu um prisioneiro e criticou a ação dizendo que nunca se prestou a dar qualquer explicação à Justiça.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe