Ministro da Justiça diz que trocará toda a equipe da PF se houver vazamento de informações

19/03/2016 - O novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão disse, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que toda a equipe da Polícia Federal seria trocada se houvesse um vazamento de informações da investigação. "Não preciso ter prova. A Polícia Federal está sob nossa supervisão", afirmou ele. 
O ministro também disse que atualmente há "uma politização do procedimento judicial, seja por parte do juiz, seja por parte dos agentes públicos em torno", referindo-se às investigações da Operação Lava Jato. 
Aragão nega ter intenção de interferir nas investigações da operação que tem atuação da PF. "Não tenho essa prerrogativa, essa competência", defendeu. 

Amigo de Janot
A presidente Dilma Rousseff havia escolhido o novo ministro da Justiça na última segunda-feira (14). Ele tem proximidade com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que conduz as investigações da Lava Jato no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF).

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe