Para reduzir índices de violência, governador disse que “vai partir para cima” do crime organizado

15/03/2016 - O governador Camilo Santana disse que “vai partir para cima” do crime organizado no Estado a fim de reduzir os índices de violência no Ceará. A declaração foi proferido em entrevista aos jornalistas, na manhã desta terça-feira (15), na Assembleia Legislativa. Segundo o chefe do executivo estadual, as empresas de telefonia móvel têm a obrigação de bloquear os sinais de celulares em presídios no Estado, uma vez que lucram milhões com os serviços prestados à população.
“Temos um desafio enorme, porque os criminosos, de dentro dos presídios, estão comandando muitas ações. Eu não vou admitir sofrer qualquer intimidação, muito pelo contrário. Nós vamos partir para cima e vamos combater fortemente o crime no Estado”, afirmou o governador.
Conforme informou, por mais que revistam sejam feitas nas penitenciárias cearenses, sempre entram celulares nas unidades prisionais. “Ninguém sabe de onde, mas eles entram. Eu quero obrigar que essas empresas façam bloqueio, porque elas lucram demais com isso. Estamos criando um grupo de trabalho para ver a dinâmica da implantação da Lei”, afirmou.
Na semana passada, os deputados da Assembleia Legislativa aprovaram mensagem do Governo que obriga as empresas de telefonia móvel a instalarem nos presídios cearenses bloqueadores de celular para evitar que ações do crime organizado sejam comandadas de dentro das unidades prisionais.
Sobre a iniciativa para acabar com a criminalidade, Camilo disse ainda que está se antecipando e procurando transferir presos perigosos para presídios federais, inclusive, ressaltando que isso está sendo conversado com o Ministério da Justiça. “Vamos fazer tudo o que estiver ao alcance do Estado para acabar com a criminalidade”.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe