Bandido colocava veneno de matar rato nas balas de sua arma para matar mais rápido os "inimigos"

Um cerco policial na cidade de Pacajus (49Km de Fortaleza), nas últimas horas, após o assassinato de um policial militar, resultou na prisão de dois bandidos que vinham sendo procurados naquela região. São  dois jovens acusados de um “rosário” de assaltos e assassinatos. Um deles portava uma arma com balas contendo veneno de matar rato.
O bandido preparava meticulosamente a munição envenenada para fulminar a vida de quem seria seu alvo, mesmo que o tiro não atingisse uma parte vital da vítima. “Era para os meus inimigos”, contou friamente o assaltante e latrocida ao ser interrogado na Delegacia de Polícia Civil de Pacajus.
Os dois bandidos presos foram identificados como Yuri Herculano Bezerra da Silva, 18 anos; e Matheus dos Santos  Alexandre, 19.  Ambos possuem uma extensa ficha criminal e são acusados de muitos assaltos na cidade de Pacajus, além de praticar assassinatos contra o que eles chamam de “pirangueiros inimigos”.
A Polícia deteve os dois jovens durante a caçada aos criminosos que praticaram um assalto na tarde desta segunda-feira na agência do Bradesco daquela cidade, culminando na morte de num policial militar, o subtenente PM Francisco Wellington da Silva, que era um dos comandantes do Destacamento da Corporação naquele Município.

Fernando Ribeiro
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe