Empresário mata cães e gatos com espingarda em Varjota

Um empresário da cidade de Varjota, município a cerca de 220 quilômetros de Fortaleza, revoltou os moradores da cidade ao matar diversos cães e gatos com uma espingarda, na manhã desta sexta-feira (22).
O crime chocou a população do município. Segundo o relato de uma pessoa que não quis se identificar, o homem é conhecido em Varjota por ser dono de um frigorífico. 
Ainda conforme os relatos, à luz do dia o homem parou o carro e começou a atirar nos animais, todos numa mesma rua. A motivação teria sido porque os cães perturbavam outros animais criados por ele.
A Delegacia Municipal de Varjota informou que até o momento nenhum boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado. Segundo o inspetor de plantão, uma equipe da Polícia Militar foi ao local do crime atendendo a um chamado.
O subtenente B Souza informou que sua equipe fez diversas diligências na tentativa de encontrar o suspeito do crime. Ele afirma que será feita uma investigação e o caso deve ser encaminhado ao Ministério Público porque uma arma foi utilizada.
Souza explica ainda que nenhuma ocorrência foi registrada na delegacia e pede para que quem presenciou a cena registre, pois ajudará nas investigações. “Não veio ninguém. É um crime e providências precisam ser tomadas, não pode deixar para lá porque é animal”, ressalta. 
Matar cães e gatos é crime, assim como outros animais domésticos, domesticados, silvestres, nativos ou exóticos, segundo a Lei de Crimes Ambientais (art. 32). A pena prevista para quem abusar, mau tratar, ferir ou mutilar um animal é de três meses a um ano de prisão, além de multa. Em caso de morte, a pena é aumentada de um sexto a um terço.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe