Empresas detectaram falhas em obra de viaduto antes da execução, afirma perícia

12/04/2016 - O laudo divulgado pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), nesta terça-feira (12), afirma que as empresas envolvidas nos trabalhos do trecho que desabou estavam cientes das falhas e continuaram com o projeto até o dia o acidente. O desabamento que ocorreu no dia 22 de fevereiro, ocasionou a morte de dois operários, além de deixar sete pessoas feridas. 
De acordo com o perito forense Lauro Ferreira Rocha Júnior foram identificados no laudo da Pefoce falhas no projeto de sustentação, orientação e montagem. "Em certo pontos eles detectaram as falhas e mesmo assim foram executadas [as obras]", explica o profissional. Ainda segundo o perito, por divergências no projeto, não foram executadas algumas fixações que dariam estabilidade na estrutura.
O laudo deveria ficar pronto em 30 dias, mas a Pefoce pediu uma extensão do prazo em 15 dias para a finalização do documento. "Um acidente de trabalho como esse é sempre um conjunto de coisas. A gente sempre acha que tem como ser evitado, se haviam falhas, elas poderiam ser corrigidas", completou o perito.
Na última segunda-feira (11), a Pefoce entregou o laudo na íntegra ao delegado do caso Silas Munguba, titular do 4° Distrito Policial. Ele deverá seguir com o inquérito e enviar a justiça. "Iremos nos debruçar essa semana sobre o laudo da prefeitura, do Crea-CE e da Pefoce", explicou o presidente do inquérito policial. A reportagem procurou a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf) que informou não ter recebido o documento. 

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe