Governo quer que Anatel evite corte de internet banda larga em contratos vigentes

14/04/2016 - Em entrevista, o ministro das Comunicações André Figueiredo (PDT-CE), informou que o ministério enviou ofício a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) solicitando que o órgão regulador notifique os provedores de internet banda larga que respeitem os contratos vigentes e proíba práticas abusivas nesse sentido.
"Desde que o diretor da Vivo deu uma palestra explicitando o encaminhamento de não ter mais planos ilimitados montamos nossa equipe técnica para saber o que podemos fazer. E o ofício para a Anatel foi uma dessas ações. Mesmo que as operadoras tenham direito de rever suas práticas não podem mudar contratos unilateralmente. Eles não podem prejudicar o consumidor final", afirmou Figueiredo.

Disputa com Netflix
Para o ministro, a ação das operadoras têm relação direta ao crescimento de serviços de streaming de vídeos, especialmente o Netflix. "Existe uma concorrência e como estas empresas têm TVs de assinatura e isso tira clientes deles há esta preocupação", ressaltou.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe