José de Abreu cospe em casal: "Fui chamado de ladrão"

O ator José de Abreu afirmou ter sido ofendido por um casal "coxinha" e respondeu cuspindo no rosto deles, na noite desta sexta-feira (22), durante um jantar em São Paulo.
O global, defensor do PT e da presidente Dilma Rousseff, escreveu no Twitter ter sofrido "agressão gratuita" durante 30 minutos enquanto jantava em um restaurante japonês ao lado de sua mulher. 
O casal foi chamado por José de Abreu de "coxinha" (apelido para quem é contrário à ideologia de esquerda), "fujão", "covarde" e "fascista".
"Ele estava sentado na mesa do lado, ficou meia hora incomodando a minha mulher e ela não queria me dizer, chamando-a de 'ladra, vagabunda da lei Rouanet'. Minha mulher nunca fez nada com a lei Rouanet, estuda Cinema, está começando uma carreira, é advogada, não tem nada a ver com lei Rouanet, nunca usou na vida.
Depois ele falou: 'É muito fácil comer em um restaurante japonês com o dinheiro do povo brasileiro, petista ladrão'. 'Você está maluco, moleque? Do que você está falando?' Ele começou a me chamar de 'ladrão' e eu chamei o gerente, meu amigo: 'Esse cara está me importunando, é um louco'.
Ele começou a dizer que eu era 'ladrão da lei Rouanet' e cuspi na cara dele. A mulher dele falou que minha mulher era 'ladra da lei Rouanet' e cuspi na cara dela também. 'Falei: 'Vai reagir? Vem me bater, vem! Faça alguma coisa, covarde fascista!' Ele não fez nada", afirma o ator.


UOL
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe