Leão garantido na final do Cearense

Um empate marcante com oito gols - seis deles marcados durante um período de 22 minutos do segundo tempo - duas expulsões, três pênaltis convertidos e muita emoção. Foi assim que o Fortaleza garantiu vaga para a final do Campeonato Cearense desta temporada, ontem, no Castelão. O 4 a 4 diante do valente Guarany de Sobral, que precisava vencer por três gols de diferença por ter sido derrotado em casa na primeira semifinal por 3 a 1, também confirmou a classificação do Tricolor para as Copas do Nordeste e do Brasil de 2017.
Nas finais contra o Uniclinic - as datas serão definidas amanhã - o Fortaleza tem a vantagem de atuar por dois resultados iguais por ter feito melhor campanha do que a Águia da Precabura durante todo o campeonato (34 pontos contra 28). Assim, dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols garantem mais um título estadual para o Tricolor, o segundo seguido.
Os 11.300 torcedores que estiveram no Castelão sabiam do amplo favoritismo do Fortaleza, mas não imaginavam que o Guarany brigasse tanto e tivesse uma ótima atuação ofensiva, impondo ao Tricolor sofrer quatro gols pela primeira vez em 2016. Tininho abriu o placar para a equipe de Sobral aos 15 minutos e o travessão impediu que Alan fizesse o 2 a 0. O Fortaleza parava nas mãos de André Zuba, mas conseguiu o empate aos 40 minutos com o artilheiro Anselmo, batendo pênalti.

Ritmo do jogo
A segunda etapa reservou seis gols até os 23 minutos, com os ataques levando grande vantagem sobre os sistemas defensivos, transformando a partida num encontro inesquecível. Daniel Sobralense fez 2 a 1 para o Fortaleza. Tininho, de pênalti, empatou, mas Éverton deixou o Tricolor na frente novamente. O mesmo Tininho voltaria a empatar a partida em novo lance de pênalti, que terminou com a expulsão de Ricardo Berna. Com 10 jogadores, o Fortaleza ficou atrás do marcador depois do gol do zagueiro Aderlândio, mas Jean Mota tratou de igualar tudo. 
Com o 4 a 4 construído, o ritmo do jogo diminuiu, algo natural pelo que se via até então. Melhor para o Fortaleza, mais uma vez na final do Estadual, mas não sem reconhecer como o Guarany foi enorme diante de suas limitações.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe