Ministério Público instaura inquérito sobre hospital regional em Quixeramobim

19/04/2016 - O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio da 2ª Promotoria de Justiça de Quixeramobim, instaurou um inquérito civil para apurar as causas e as responsabilidades do não funcionamento do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC) em Quixeramobim, que custou cerca de R$ 87,7 milhões dos cofres públicos.
No inquérito, o MPCE pretende apurar eventual fraude na realização de certame seletivo para o exercício de atividade pública no hospital, possível prática de atos de improbidade administrativa por danos ao erário, e violação aos princípios administrativos pelo não funcionamento do HRSC.
O hospital foi construído para atender moradores de 21 municípios do Sertão Central e, apesar de ter sido inaugurado em 28 de dezembro de 2014 e ter previsão de funcionamento para primeiro semestre do ano de 2015, o encontra-se fechado sem prestar qualquer serviço para o qual se propõe.
Além disso, o MPCE encaminhou ofício para o secretário estadual de Saúde na última quarta-feira, 13, cobrando informações sobre o funcionamento do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC).
O órgão ministerial promoveu o procedimento extrajudicial para acompanhar o efetivo funcionamento do HRSC e promover medidas judiciais e extrajudiciais em face dos responsáveis pela desídia com o patrimônio público e com a moralidade administrativa.

Monólitos Post
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe