Reajuste salarial: Mauro apela a professores para esperarem 60 dias

O Secretário da Fazenda, Mauro Filho, fez um apelo, nesta segunda-feira, (25/04) em entrevista ao Jornal Alerta Geral, para os professores repensarem a paralisação e esperarem o prazo pedido pelo Governador Camilo Santana (PT) para anúncio do reajuste salarial.
Camilo se reuniu, em abril, com representantes dos servidores estaduais e pediu um prazo de 60 dias para definir, com base no desempenho da arrecadação tributária, o índice de reajuste salarial.
Os servidores têm a data base no mês de janeiro, mas, com a queda as transferências de recursos e o aumento da folha de pessoal, o Estado do Ceará adiou a correção dos salários.
Mauro destacou que o Governador Camilo Santana tem conversado e dialogado com os servidores, daí a necessidade desse crédito de confiança ao Governo. Ele disse, ainda, que todo o esforço da administração estadual para conter despesas é no sentido do Ceará não cair na mesma vala da maioria dos estados brasileiros que, nesse momento, estão com salários sendo pagos de forma parcela ou mesmo com muito atraso.
De acordo com Mauro Filho, o esforço adotado no ano passado fez o Estado economizar R$ 600 milhões com a redução de gastos com aluguel de carros, água e telefone, o que permitiu a manutenção de investimentos e pagamento em dia da folha de salários.

Ceará Agora
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe