Tony Jorge veta projeto de lei que estabelecia incentivo para agentes de saúde e endemias

04/04/2016 - Agentes de saúde e endemias participaram da sessão da Câmara Municipal de Catunda na manhã desta sexta (01/04), para questionar o ato do prefeito Tony Jorge, que vetou o projeto de lei que estabelecia o incentivo para as categorias.
O presidente do Sindicato dos Servidores, professor Raimundo Nonato Gonçalves, acompanhou a sessão e lamentou a decisão do executivo. Para o presidente do Sindicato, o veto do prefeito foi uma desfeita com aqueles que, diariamente, previnem doenças, monitorando residências e identificando demandas na área da saúde.

O agente de endemias Marcondes Lima fotografou, mostrando a logomarca da gestão anterior e enfatizou que nesta administração, a falta de atenção para com a categoria é grande. "Nem uniforme recebemos e falta ainda escadas para monitorar as caixas d'água" e fez referências a volta de doenças que já estavam erradicadas e estão de volta em Catunda, por exemplo, o calazar.
O vereador e presidente da Câmara Chico Pela se comprometeu com os agentes de saúde e endemias, que na próxima sessão irá derrubar o veto do prefeito.
A população está apreensiva, pois os agentes de saúde e endemias ameaçam paralisar as atividades e com a chegada das chuvas, aumenta a preocupação com a proliferação do mosquito da dengue.

Gonçalinho Rodrigues
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe