Cerca de 10% dos beneficiários do Bolsa Família poderão ser cortados do programa

O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário passará por reformulações, tendo programas e atos da gestão passada revisto. Nesse processo, o Bolsa Família poderá ter o desligamento de até 10% dos beneficiários.
As mudanças incluem um aprimoramento na fiscalização do programa, com cruzamento de diversas bases de dados do governo, para checar se as cerca de 14 milhões de famílias beneficiárias cumprem a condição de baixa renda exigida. Estudos feitos desde a elaboração do Travessia Social, programa de governo do presidente interino Michel Temer, projetam que 10% dos atendidos estão fora dos critérios.
Além do MDSA, o Ministério da Educação e Cultura (MEC) também foi mais uma pasta escolhida para passar por mudanças. Nele, a ordem foi revisar todas as deliberações publicadas nos últimos 30 dias. Além da legalidade das medidas do ex-ministro Aloizio Mercadante e sua equipe.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe