Detran de Sobral: Operação prende 5 por Habilitação “facilitada” até R$ 3 mil

Deflagrada a “Operação Genius” em Sobral na manhã desta quinta-feira (19) que investiga esquema de “venda de facilidades” em processos fraudulentos de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para condutores de veículos automotores no município.  As propinas cobradas chegavam R$ 3.000,00.
Foram cumpridos 5 mandados de prisão temporária de servidores lotados na Regional do Detran do município, proprietários e funcionários de autoescolas; e 8 mandados de busca e apreensão no Detran de Sobral, sedes de autoescolas e residências.

3 crimes: de formação de quadrilha a corrupção passiva
Entre os presos, três são servidores do Detran e foram afastados de suas funções. Todos os detidos responderão pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e corrupção passiva.
As medidas judiciais foram deferidas pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sobral, atendendo requerimentos do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO-CE), órgão do Ministério Público do Estado do Ceará, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

OPERAÇÃO GENIUS - O “esquema de facilitações” de Habilitação no Detran
Foi constatado que muitos candidatos não tinham as mínimas condições de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pelas vias legais, principalmente candidatos não alfabetizados.
O nome da operação – a Genius – remete ao jogo da década de 1980 onde era gerada uma sequência de cores e o jogador precisava digitar corretamente a sequência para continuar jogando. Era dessa forma que os detidos facilitavam a emissão de CNHs.
Detran determinou a abertura de sindicância para apurar os fatos no âmbito administrativo e a realização de auditoria interna em todos os atos praticados pelos servidores alvos da investigação. Informou ainda, por meio de nota, que: “as autoescolas citadas na ação foram bloqueadas no sistema, o que impede de abrirem novas inscrições de candidato à obtenção da CNH, e vão responder a processo administrativo para seu descredenciamento”.

Marcelino Júnior
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe