Geladeira transformada em biblioteca é furtada após inauguração em Fortaleza

A segunda unidade do projeto Biblioteca Compartilhada, no bairro Benfica, foi furtada horas após instalação realizada na tarde desta quinta-feira, 19. A geladeira foi instalada na avenida Treze de Maio, próxima ao cruzamento com Avenida da Universidade, com o objetivo de receber e disponibilizar livros para a população.
Os responsáveis da iniciativa PLANTANDOBEM, receberam a informação do furto, na noite de ontem, por meio das redes sociais. “Pode ter sido vandalismo, a prefeitura que tenha tirado. Não temos como saber. Estamos tentando descobrir”, informou Lúcia Silveira, pedagoga e idealizadora do projeto.
A geladeira foi fixada ao chão com cimento, mas, ainda assim, não impediu de ser retirada do local. Segundo Lúcia, os equipamentos são doados sem condições de utilização e, antes da instalação, têm os motores retirados. Questionada sobre como impedir esse tipo de ação, ela reflete que a solução é uma questão de conscientização. “Colocar grades ou proteção perde o sentido. A intenção é conscientizar a população de que isso é um bem comum, e incentivar a cultura e a prática de cidadania”, completou a pedagoga.
Apesar do furto, o objetivo é o de persistir com a implementação do projeto na Capital, inclusive no local do ocorrido. Segundo a pedagoga, a ideia foi bem recebida pelo público. “Ela foi bem aceita e fez sucesso. Estudantes comentaram nas redes sociais, alguns tinham doado. Vale a pena investir em algo que deu certo. E o furto não vai fazer desistir”, completou Lúcia.
Felipe Carvalho, estudante de Publicidade e Propaganda na Universidade Federal do Ceará, foi um dos usuários da rede que parabenizou o projeto em sua conta no Facebook. “Chego na parada da 13 de maio, essa do lado da reitoria, e me dou com isso. Você simplesmente pega o livro emprestado, lê, e quando terminar, só devolve e pronto! Eu sei que tá só começando, mas o acervo tá bem pobrinho. Quem puder doar, ajuda aí vá lá! E não venha dizer que isso não vai pegar, porque se a gente não acreditar não dá certo mesmo não. Parabéns à todos” [sic], escreveu o estudante.
A primeira Biblioteca Compartilhada foi instalada próximo ao acesso à passarela de pedestres da avenida Washington Soares, no dia 14 de abril passado.

Projeto
Surgido em julho do ano passado, O PLANTANDOBEM é um projeto sem caráter financeiro, político ou religioso, e fomenta o amor pela natureza, pelo ser humano e a prática da cidadania. O projeto começou realizando a troca de mudas de plantas por donativos a serem frutos de doações. Além de Lúcia Silveira, 11 voluntários se reúnem para desenvolver as ações sociais.
Além do Biblioteca Compartilhada, o MANDANDOBEM está realizando campanha de arrecadação de roupas, calçados e acessórios adultos e infantis a serem doados para entidades, em troca, de mudas de diversos tipos de plantas. A entrega pode ser combinada por mensagem na página do projeto no Facebook ou por WhatsApp, ou entregue direto em endereço.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe