Governador anuncia pacote de R$ 140 mi para educação

O governador Camilo Santana anunciou nesta segunda-feira um pacote de R$ 140 milhões em investimentos na Educação. O anúncio foi feito em reunião com todos os gestores das Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (Credes) e Superintendência das Escolas Estaduais de Fortaleza (Sefor) na sede da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Seduc). Participou do encontro para definir melhorias de forma imediata nas escolas cearenses o secretário de Educação Idilvan Alencar. Serão implementados, conforme Camilo, R$ 32 milhões somente na reforma das escolas, além de investimento na merenda e compra de equipamentos eletrônicos.
Na reunião ficou definido a criação de um Suprimento de Fundos para todas as 709 escolas da rede estadual no valor total de R$ 5 milhões/ano, com a finalidade de agilizar e facilitar a gestão da escola em relação aos problemas da rotina. Este valor será adicional ao repassado atualmente.

Merenda
Sobre a merenda escolar ficou assegurado no encontro, a aquisição e distribuição de gêneros alimentícios (arroz, feijão, macarrão, massa de milho e açúcar) para as escolas, no valor de R$ 6,4 milhões/ano, além dos recursos repassados atualmente. Quanto a equipamento eletrônicos, ficou firmado a aquisição de 5.000 computadores para as Escolas Estaduais no período de 2016/2017, no valor de R$ 17,5 milhões.
Também será acrescentando 100h mensais para ambientes pedagógicos (Laboratórios e Multimeios) nas Escolas de Ensino Regular, Centros de Educação de Jovens e Adultos, Escolas Indígenas e Quilombolas e 125h mensais nas Escolas de Educação Profissional, destinados à oferta de disciplinas vinculados ao currículo do aluno. As atividades serão definidas por professores, gestores e alunos, em articulação com as Coordenadorias Regionais de Educação do Interior e da Capital.
Camilo Santana destacou que o Ceará foi o único estado do Brasil a pagar reajuste de 13,01% em 2015 e que o diálogo com a categoria continuará sempre aberto. “Estamos atendendo a praticamente todas as reivindicações apresentadas não só pelo Sindicato, mas também por professores e alunos. Qualquer reivindicação de professores e alunos sempre será justa, pois sempre precisamos investir na educação e melhorar as nossas escolas para nossos jovens. O nosso compromisso é de manter o diálogo aberto e construir juntos o caminho para superar essa crise no país, com muita união e sensibilidade”, afirmou o governador.

Premiação
O governador lembrou  ainda sobre a premiação dos alunos que atingiram os melhores resultados no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece) e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). "Serão distribuídos, inicialmente, 15.000 notebooks aos estudantes contemplados com o prêmio em 2013 - um investimento de R$ 21,4 milhões - com previsão de entrega para os meses de junho e julho deste ano".
Por fim, Camilo Santana destacou "o compromisso firmado anteriormente com grande parte das reivindicações dos professores: garantia de pagamento do Piso de Magistério, revisão da portaria de afastamento para estudos, pagamento do retroativo de progressão Horizontal e Vertical, nomeação de 553 professores aprovados no último concurso, implantação do vale alimentação para professores temporários, manutenção do projeto Diretor de Turma, esforço para melhoria dos serviços do ISSEC" (Instituto de Saúde dos Servidores do estado do Ceará).

Demandas
O Sindicato dos Professores e Servidores em Educação do Estado do Ceará (APEOC) segue em negociação reivindicando a elaboração do Decreto de Descompressão da Carreira; definição de datas para pagamento do Prêmio Aprender pra Valer, beneficiando todos os professores, gestores e servidores das escolas premiadas; definição de datas para pagamento da gratificação das Escolas de Educação Profissional e conclusão do documento de revisão dos novos critérios de premiação; publicação da ampliação definitiva da carga horaria de professores referente a 2015; mudança na tipificação das escolas; reposição das faltas da greve nacional e quanto à criação de um grupo de trabalho para reestruturação da Educação Especial.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe