José Guimarães já admite derrota do impeachment no Senado

“O resultado no Senado está dado”. Assim definiu, nesta segunda-feira (9), o líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), sobre o resultado da votação do processo de impeachment de Dilma Rousseff, previsto para ser votado pelos senadores no plenário a partir desta quarta-feira (11). Se a maioria simples for favorável, a presidente será afastada do cargo por 180 dias, enquanto aguarda o julgamento.
Guimarães afirmou que a defesa no Senado é ignorada. “Ali não vale mais o argumento, não vale mais nada. Eles têm uma decisão tomada”, disse, referindo-se aos parlamentares oposicionistas. Segundo ele, os governistas já articulam movimentos nas ruas. “Esse período agora é de mobilizar o País. Vamos para cima para mostrar ao mundo e ao País que esse golpe é o pior caminho para o Brasil”, afirmou. 
O deputado cearense criticou, indiretamente, o vice-presidente Michel Temer, que assumirá caso Dilma seja afastada. “Governar sem voto, governar sem nada é repugnante”, disse. E acrescentou: “Ninguém pode achar isso normal. As pessoas falam ‘impeachment’, ‘impeachment’, com que fato, com que objetivo?”, questionou. 
A ideia dos governistas é “ampliar essa denúncia e mostrar quer nós não temos como aceitar passivamente esse golpe que querem dar na democracia brasileira”, revelou. “Ninguém brinca com a democracia. Ninguém brinca com a legalidade democrática. Quando quiseram brincar, teve golpe”, insistiu. 

Greve Geral
Umas das frentes de protesto arquitetadas pelos defensores do governo federal é uma greve geral no País. “Não sei se dá para ter, mas a CUT [Central Única dos Trabalhadores] está mobilizando para o dia 10 e nós vamos trabalhar para mobilizar o País. É isso que nós vamos fazer”, declarou.

Ceará
Sobre o Ceará, Guimarães disse que atua com o governador Camilo Santana, “neste último período, para garantir todos os recursos que são de direito do Estado do Ceará”, concluiu.

Com informações do jornalista José Maria Melo.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe