Jovem depõe e diz ser autor do vídeo de adolescente vítima de estupro coletivo no Rio

Raí de Souza, de 22 anos - que não entregava-se à lista de suspeitos, apresentou-se à Polícia Civil e afirmou ser o responsável pela gravação e divulgação, na internet, das imagens da adolescente que denunciou ter sido vítima de estupro coletivo no Rio de Janeiro (RJ).
"A versão dele aponta que ele filmou. E que quando ele comenta que 'trinta passaram aqui', estava fazendo referência a um funk", disse o delegado Alessandro Thiers, da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), ao portal G1, que apura o caso.
O jovem ainda assumiu ter tido relações sexuais com ela, afirmou o delegado. Na última sexta, policiais foram até a casa para realizar períciia, que segundo o delegado é denominado como "abatedouro" [lugar usado para sexo], no Morro do Barão, na Zona Oeste do Rio.
Raí de Souza chegou acenando para os fotógrafos e sorrindo. Seu advogado, Claúdio Lúcio, negou que tenha ocorrido estupro. Raí compareceu à Polícia juntamente com o jogador de futebol Lucas Perdomo Duarte Santos, 20, que a adolescente afirma à polícia ser seu namorado e com quem teria saído na noite anterior ao ocorrido.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe