Jovem vítima de estupro coletivo diz em rede social que “não dói o útero e sim a alma”

A jovem de 16 anos vítima de um estupro coletivo no Rio de Janeiro usou as redes sociais para fazer um desabafo e agradecer o apoio que vem recebendo. “Todas podemos um dia passa e por isso .. Não, não doi o útero e sim a alma por existirem pessoas cruéis sendo impunes !! Obrigada ao apoio (sic)”, escreveu a adolescente em sua página no Facebook.
Antes, ainda na noite da quinta-feira (26), ela já havia agradecido a solidariedade recebida e revelou que temia ser mal vista pelo episódio. “Venho comunicar que roubaram meu telefone e obrigada pelo apoio de todos. Realmente pensei que seria julgada mal”, disse. Segundo ela, 33 homens portando armas participaram do crime.

Quatro deles já tiveram o pedido de prisão feito pela Polícia. São eles Lucas Perdomo Duarte Santos (20 anos), com quem a jovem mantinha um relacionamento; Marcelo Miranda da Cruz Correa (18 anos); Michel Brazil da Silva (20 anos); e Raphael Assis Duarte Belo (41). A família da vítima diz que Lucas, a quem a adolescente conheceu na escola, teria premeditado o crime.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe