Justiça nega pedido de prisão do presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários

A Justiça negou pedido de prisão preventiva de Valdomiro Barbosa Lima Júnior, presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores Penitenciários do Ceará (Sindasp/CE).
O Ministério Público do Ceará (MPCE) representou pela custódia do servidor após os acontecimentos nos presídios do Estado, no último dia 21, que resultaram na morte de, pelo menos, 18 presos, além de fuga de internos e destruição de parte da infraestrutura das unidades prisionais.
O juiz Edísio Meira Tejo Neto, em respondência pela Vara Única de Itaitinga, afirmou que o pedido formulado pelo MPCE não demonstrou “elementos suficientes” de que o agente “represente ameaça à ordem pública”.
O Ministério Público alegou que o agente, na função de presidente da entidade sindical, teria agido de forma que pôs em risco a vida dos internos e agentes de segurança, como também incitou as ações de bloqueio de visitas e a entrada da Polícia Militar, contribuindo decisivamente para a deflagração dos motins nos presídios. Argumentou ainda que Valdomiro Barbosa possui “potencial para prejudicar as investigações” e que a prisão estaria justificada na “preservação da ordem pública” e na “aplicação da lei penal”.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe