Meio milhão de alunos prejudicados no Ceará com a greve prolongada dos professores

Trinta escolas estaduais estão seno ocupadas por estudantes no Estado em apoio a greve dos professores. Apesar do investimento de R$ 140 milhões prometido pelo Governador Camilo Santana e os apelos do chefe do Executivo estadual para que o movimento não continue prejudicando os alunos, a categoria preferiu manter a paralisação. Camilo também prometeu melhorias nas escolas, que é um dos pontos reivindicados pelos alunos, mas eles querem mais garantias de que isso acontecerá.
Trinta estudantes ocupam a Escola Polivalente do José Walter há dois dias, os vizinhos estão garantindo a alimentação dos mesmos. Eles reivindicam ainda passe livre estudantil, direito a voz e voto dentro da escola e reforma nas unidades escolares.
Um total de 22 escolas ocupadas ficam em Fortaleza, três em Maracanaú, três em Juazeiro do Norte e duas em Crato. A Seduc afirma que feito um esforço para manter o diálogo com a categoria.
Cerca de 700 escolas e meio milhão de alunos estão sendo prejudicados com as paralisações dos professores.
O governador anunciou investimento de R$ 32 milhões para reforma das escolas, R$ 5 milhões adicionais para o suprimento de fundos das escolas para a reposição de material e conserto de equipamentos.

Ceará Agora
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe