A Lição do Beija Flor

Era uma vez, uma floresta num lugar longínquo, onde o Homem ainda não tinha chegado. Nessa floresta, viviam muitos animais de diferentes espécies, tamanhos, cores e feitios. Era ainda o tempo em que os animais falavam.
Certo dia, houve um incêndio, um grande incêndio, como nunca antes havia sido visto. Perante a tragédia, o pânico instalou-se. Os animais fugiam num alvoroço, cada um procurando, da melhor forma possível, fugir das chamas, da fumaça sufocante e do intenso calor que se fazia sentir, só pensando em colocar-se a salvo o quanto antes.
Naquele cenário caótico, de desespero e medo coletivos, um pequeno animal teve um comportamento diferente. Na sua fragilidade, na sua singela figura, um beija-flor voava até ao lago e, com o seu pequenino e aguçado bico, recolhia, uma a uma, lenta mas persistentemente, gotinhas de água atrás de gotinhas de água, que ia depois deixando cair sobre o incêndio que lavrava cada vez mais descontrolado.
Um outro animal, observando intrigado o comportamento do pequeno beija-flor, interrompeu a sua fuga e perguntou: – Beija-flor, você está louco? Porque se arriscas assim? Você acha verdadeiramente que vai conseguir apagar o incêndio dessa forma?
O Beija-flor respondeu então: - Não… claro que não, eu sei que o meu pequeno esforço não será suficiente para apagar este incêndio tão grande mas… eu estou apenas… cumprindo a minha parte!
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe