Dono de helicóptero com cocaína, filho de Perrella vira secretário de futebol

O filho do ex-presidente do Cruzeiro e senador Zezé Perrella, Gustavo Perrella, 33, foi nomeado para a secretaria Nacional do Futebol e de Defesa dos Direitos do Torcedor.
Ele foi chamado pelo ministro Leonardo Picciani (PMDB) para compor a nova equipe.
Gustavo Perrella, que já foi deputado estadual em Minas Gerais, chega no lugar temporariamente ocupado por Ricardo Gomyde, por menos de um mês, substituindo Rogério Hamam.
No mês pessado, o novo ministro afirmou que não colocaria membros da chamada "bancada da bola", grupos de parlamentares ligados à CBF na APFut (Autoridade Pública de Governança do Futebol).

Policiais ao lado do helicóptero do deputado estadual Gustavo
Perrella (Polícia Federal/Divulgação)
Confirmada a entrada de Gustavo Perrella para a secretaria, está no comando do Futebol o filho de um dos maiores representantes desta bancada.
Além de ser ex-presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella tem atuado, durante todo o seu mandato, desde 2011, pelos interesses dos dirigentes da confederação, como foi também no caso da aprovação da lei de refinanciamento das dívidas, o Profut, que contrariou alguns clubes, como o Flamengo.
Pai e filho, os Perrella foram alvo de uma operação da Polícia Federal, que flagrou e apreendeu 445 kg de cocaína em helicóptero pertencente ao então deputado.
Não foram achados indícios de autoria dos dois no caso e, por isso, eles não responderam judicialmente.

Folhapress
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe