Janot também pede a prisão de Eduardo Cunha ao STF

Além da prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) e do senador Romero Jucá (PMDB-RR),revelada pelo O GLOBO nesta teça-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a detenção do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. A informação foi confirmada pelo “Bom Dia Brasil” da TV Globo. Os pedidos de prisão já estão com o ministro Teori Zavascki, do STF, há pelo menos uma semana.
Mas o motivo direto do pedido de Janot contra Cunha não seria a tentativa de atrapalhar as investigações da Lava-Jato, e, sim, por conta de que a decisão de Teori, em maio, de afastá-lo da presidência da Câmara e do mandato, não surtiu efeito e o deputado continuou interferindo no comando da Casa.
Cunha foi destituído da presidência da Câmara e do mandato de deputado por tentar atrapalhar a Lava-Jato e por ser portador de uma longa ficha de acusações de corrupção. Cunha foi citado como destinatário de propina por pelo menos sete delatores. Em razão das acusações, já responde a um processo e pelo menos quatro inquéritos no âmbito da Lava-Jato.
Procurado, Cunha ainda não se manifestou sobre o pedido de sua prisão pela PGR ao Supremo.
Cunha, por outro lado, a cada nova investigação ressalta que Janot faz uma verdadeira "campanha" contra ele. Desta forma, o presidente da Câmara afastado acabou se indispondo com o Ministério Público e o STF. O comportamento explosivo de Cunha gerou mal-estar em desafetos. Nos bastidores, Cunha é próximo de Jucá e do próprio vice-presidente, Michel Temer.
Aliás, o grupo de Renan no PMDB reclama nos bastidores da ligação de Temer com Cunha, da influência do deputado junto ao vice desde quando era líder do PMDB na Câmara.
Cunha construiu sua força dentro da Câmara, em especial junto aos parlamentares do chamado baixo clero, quando foi líder do partido. Ele adotou a tática de atender a pedidos dos parlamentares, inclusive de outras siglas, e ainda de pegar a relatoria de matérias importantes para o governo. Com isso, ele ganhou poder e teve o controle da agenda do governo no Congresso por muito tempo.

O Globo
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe