Polícia vai indiciar ex-atleta do Ceará por estuprar e torturar namorada

O jogador de futebol Wescley Gomes, que negociava contrato com o Ceará Sporting Club, será indiciado pela polícia por crimes de tortura, estupro e lesão corporal contra sua namorada, segundo a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em Fortaleza, Rena Gomes. O atleta foi denunciado pela namorada, Ana Beatriz Azevedo, grávida de três meses, em 27 de maio e ainda não foi localizado pela polícia para prestar depoimento.
Conforme a delegada que investiga o caso, a polícia já emitiu notificação oficial ao jogador, que deve ser ouvido nos próximos dias. Caso não compareça à delegacia, ele pode ter a prisão preventiva decretada.
"Estamos iniciando a apuração dos fatos. A princípio, a vítima denunciou tortura, estupro e lesão corporal. Agora, estamos tentando localizar o jogador. Mas, infelizmente, ainda não conseguimos. Ela (Ana Beatriz Azevedo) narrou que estava em cárcere, muito lesionada. Apresentou testemunha dos fatos. E o inquérito policial será instaurado", informou a delegada.

G1
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe