Professores votam pela continuidade de greve na rede estadual

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (8), os professores e profissionais da Educação do Estado do Ceará resolveram permanecer em greve geral por tempo indeterminado. O movimento já acontece desde o dia 25 de abril.
De acordo com a Associação dos Professores de Estabelecimentos Oficiais do Ceará (Sindicato Apeoc), a continuidade do movimento grevista se deu devido a atitude do Governo de não propor reajuste geral aos servidores públicos.
Conforme o presidente do sindicato, Anízio Melo, uma nova assembleia de professores deverá ocorrer na próxima terça-feira (14), para definir os rumos da greve. "É preciso um tempo maior para fazer um debate maior sobre as propostas pedagógicas do governo, sobre os avanços que nós conquistamos, fruto de muita negociação, luta e mobilização. Mas precisamos de tempo para refletir sobre as questões pedagógicas e as relacionadas especificamente sobre o reajuste diferenciado para os professores", coloca.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe