Cúpula da SSPDS visita Quixadá para traçar investigação após triplo homicídio

O secretário da segurança, Delci Teixeira, o delegado geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, e o comandante geral da Polícia Militar, coronel Pinheiro estão, desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (20), neste Município da região do Sertão Central cearense. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará, a cúpula da pasta se reúne com autoridades policiais da cidade para traçar estratégias que possa resultar na queda da criminalidade na área.
Os membros da pasta estiveram na Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) da cidade e em seguida foram até a sede do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM). As autoridades se reuniram no Fórum Desembargador Avelar Rocha, em Quixadá,com o juiz da comarca do Município. Até por volta de uma da tarde desta quarta, a cúpula ainda estava em reunião.
A SSPDS informou, através de nota, que a cúpula visita a cidade para acompanhar as investigações que foram iniciadas a fim de elucidar o triplo homicídio ocorrido no final da tarde da última terça-feira (19). Segundo a Polícia, Veridiano Rabelo Cabral, 68, e seu filho, Sadock Camurça Cabral, 39, passavam em um carro pela Rua Travessa Padre Vicente, ao lado da sede do 9º BPM, quando foram mortos por homens armados que chegaram em outros dois veículos e abriram fogo contra o automóvel em que as vítimas estavam. Josenias Saraiva Gomes, 40, que era advogado da família, dirigia o carro em que as vítimas estavam, e também foi morto.
A Secretaria informou que os três foram mortos quando voltavam da DRPC do município. O advogado foi até a unidade policial, juntamente com seus clientes, a fim de esclarecer informações que viram em um blog de que Veridiano e Sadock são apontados como suspeitos nas mortes do primeiro sargento da Polícia Militar Francisco Guanabara Filho (50), do cabo PM Antonio Joel de Oliveira Pinto (33) e do soldado PM Antonio Lopes Miranda Filho (33), no último dia 30 de junho no distrito de Juatama. As investigações sobre os casos continuam.
Segundo apurações da Polícia, Veridiano e Sadock são suspeitos de envolvimento em crimes cometidos na região.

Crimes
Há mais de uma semana a cidade de Quixadá não registrava nenhum homicídio. Um dos últimos casos registrados pela Polícia foi no dia oito deste mês, e envolveu o empresário do ramo de motos e autopeças Cristiano da Silva, 42 anos. A vítima era popularmente conhecida por Cristiano Motos e foi morto em uma situação parecida: dentro de seu carro, no momento em que passava pelo Bairro Alto São Francisco.
Um dia antes, uma tentativa de homicídio terminou em tiroteio com a Polícia e duas pessoas mortas. Um tenente da Polícia Militar que havia chegado na cidade há dois dias, foi alvejado com um disparo no braço e socorrido ao Instituto Doutor José Frota (IJF), na Capital, sendo liberado no dia seguinte.
A violência na cidade chamou a atenção das autoridades e a chegada do Batalhão de Rondas de Ações Intesivas e Ostensivas (BPRaio) é a atual promessa de tranquilidade. A cerimônia da chegada do BPRaio no Município ocorre neste sábado, 23.

Diário Sertão Central
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe