Executivos da Odebrecht vão delatar mais de 100 políticos

Executivos da construtora Odebrecht apontaram mais de cem políticos, como deputados, senadores, ministros, governadores e ex-governadores sendo beneficiários de desvios de dinheiro público ou recebedores de outras vantagens, como repasses de verbas para campanha. As informações são do jornal O Globo. 
Entre os citados nas negociações para adquirirem colaboração premiada, estão o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB); de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); e de Minas Gerais, Fernando Pimentel(PT). 
Apesar das citações, ainda não foram delimitadas as circunstâncias em que eles aparecem nas delações. Entre os ex-governadores está Sérgio Cabral (PMDB-RJ). Informações sobre ele já citadas por Paulo Roberto Costa são consideradas pela força-tarefa como consistentes. 
De acordo com o jornalista Lauro Jardim, os depoimentos dos 15 executivos começarão nesta sexta-feira (29). Um deles é o do ex-presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, cuja delação foi considerada uma "metralhadora .100" pelo ex-presidente José Sarney em áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. 
As negociações entre Ministério Público e os réus avançaram após advogados informarem aos investigadores que foram recuperados arquivos eletrônicos do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, um departamento dedicado exclusivamente ao pagamento de propina.

Redação Web
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget