Funceme diz que é cedo para prever La Niña

O presidente da Funceme, Eduardo Sávio, disse ao blog que ainda é cedo para fazer previsão sobre a ocorrência do fenômeno La Niña.
O La Niña é o esfriamento das águas do Oceano Pacífico e o aquecimento das águas do Atlântico, o que causa enchentes no Nordeste e estiagem prolongada no Sul e no Sudeste do Brasil.
De acordo com Eduardo Sávio, o La Niña geralmente começa no mês de outubro, mas até agora são ainda muito tênues os sinais nesse sentido.
Daqui a mais 45 ou 60 dias, será possível fazer uma previsão melhor, explicou Sávio.
Ele acrescentou que, nos últimos 25 anos, quando a temperatura das águas do Pacífico alcançou menos 0,5 grau, houve 13 anos de muita chuva, 7 de chuvas na média e 7 anos de seca.
Neste momento, a temperatura do Pacífico está oscilando entre menos 0,5 grau e mais 0,5 grau.

Blog do Egídio Serpa
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe