Icasa será denunciado por deixar jogadores dormirem em chão de hotel

O Icasa será denunciado ao TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) pelo Sindicato dos Atletas do Futebol do Estado do Ceará (Safece) após circularem nas redes sociais fotografias dos jogadores do Verdão do Cariri dormindo no chão do hotel Slavieiro Guarulhos, em São Paulo, enquanto aguardavam o horário do voo para São Luís, onde enfrentam o Maranhão pela Série D do Campeonato Brasileiro. A presidência do clube negou responsabilidade pelo caso e atribuiu culpa à CBF (Confederação Brasileira de Futebol). 
Os atletas chegaram ao Hotel Slavieiro Guarulhos por volta das 6h20 da manhã do sábado (9), mas o voo para São Luís, no Maranhão, estava marcado apenas para 14 horas.  Como a hospedagem não estava incluída,  os jogadores  se acomodaram pelo chão do salão de convenção do hotel. 
O presidente do Icasa, França Bezerra, isenta o Verdão de qualquer responsabilidade nesse sentido: "Quem marca as passagens e o hotel é a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e não nós. Estávamos sabendo que não haveria hospedagem e por isso, conseguimos um espaço no hotel para os jogadores descansarem. Não houve nenhum problema, no mesmo voo temos dois conselheiros do Icasa, afora o diretor de futebol, então, quem fez a foto quis apenas ibope em cima do clube, que já passa por dificuldades. Os jogadores iriam ter de esperar era no aeroporto, nõs foi quem conseguimos café da manhã e almoço", justificou o dirigente.
As justificativas de França Bezerra não convenceram o presidente do Safece, Marcos Gaúcho. Depois de ouvir a versão de alguns jogadores, o presidente apontou negligência por parte da direção do Verdão do Cariri. "O jogador profissional é um trabalhador qualquer e ainda depende do seu físico. A logística da viagem foi mal feita pelo Icasa, pois a diária entraria depois do meio dia. Era para ter negociado com o hotel, pago uma taxa extra e acomodado os jogadores nos quartos e não deixá-los deitados pelo chão, largados. Isso é inteiramente de responsabilidade do Icasa. Compreendo que pela crise financeira, as companhias aéreas fazem escalas absurdas, mas dava para ter planejado tudo antes e acomodado melhor os jogadores. Por isso, vou denunciar no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), o Icasa por esse descaso com os seus jogadores e também notificar a CBF da grande falha que aconteceu nessa viagem dos atletas", disse.

Ivan Bezerra
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe