Líder do governo na Câmara vai convocar reunião para discutir sucessão de Cunha

O líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), disse que vai convocar uma reunião das lideranças na Casa para avaliar a possibilidade de encurtar o prazo para a eleição do sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara.
“Vou conversar com os líderes e, se acharem que devemos agilizar vamos ter de mobilizar para dar quórum amanhã (8) e na próxima semana para começar a contar o prazo regimental”, afirmou Moura ao jornal "O Estado de S. Paulo".

Prazo de 5 sessões até nova eleição
Com a renúncia de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ao comando da Câmara, o presidente em exercício da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), terá prazo de até cinco sessões para realizar uma eleição para preencher o cargo até fevereiro de 2017, quando acabaria o mandato do peemedebista na presidência.

3 nomes cotados do Governo Temer
Na avaliação do líder atualmente há três candidatos com potencial para suceder a Cunha -Rogério Rosso (PSD-DF), Fernando Giacobo (PR-PR) e Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele ressaltou, no entanto, que são 12 postulantes no total e o ideal é chegar a um consenso na disputa.

Estadão Conteúdo
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe