Mulheres de PMs protestam por segurança

Cerca de 40 pessoas realizaram um apitaço em frente ao Palácio da Abolição, no Meireles, na manhã de ontem. O grupo, formado em sua maioria por esposas, mães e filhos de policiais militares, protestou por melhores condições de trabalho para os agentes.
O ato, coordenado pela Associação das Esposas de Militares do Ceará (Assepec), tinha como objetivo a entrega de uma pauta de reivindicações ao governador Camilo Santana (PT). “Queremos que o Estado tome alguma providência com relação à insegurança dos nossos maridos”, disse a presidente da associação, Nina Carvalho. As mulheres também querem que os policiais tenham direito à moradia em vilas militares, a blindagem de viaturas, agilidade no trâmite das pensões para viúvas e valorização salarial.
Uma comissão foi recebida pelo coordenador de Direitos Humanos do Gabinete do Governador, Demitri Cruz. Foi acertado que Camilo tentaria se reunir com o grupo nos próximos 15 dias.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe