Pai herói

No domingo dia 3 de Julho uma tragédia aconteceu perto das sete horas da noite na BR 277 perto do litoral do Paraná entre Morretes e Paranaguá, um caminhão tanque carregado com combustível etanol perdeu o controle e tombou causando uma explosão que acabou vitimando várias pessoas que vinham com seus carros, foram imagens que chocaram a todos, muito desespero das pessoas um cenário triste de ver.
No meio dessa tragédia, um "pai herói"., sim herói, que causou grande comoção em todo o país, Ele se chamava Luiz Carlos Silva, tinha 27 anos, saiu do seu carro já com o seu corpo em chamas, agonizando para a morte, a morte mais cruel que existe, mesmo assim conseguiu reunir forças para salvar sua filhinha , uma bebêzinha de apenas 18 dias de vida.
Ao ter o seu carro atingido pelo caminhão-tanque que explodiu carregado de combustível, Luiz Carlos ficou com o corpo em chamas, queimando. Assim mesmo saiu do veículo e deixou a criança, sã e salva, num mato à beira da rodovia, para que um homem que estava próximo a pegasse. Segundo testemunhas ele entregou a menininha ao homem para ela ficar em segurança, o pai herói que salvou a vida da sua filha, depois ainda tentou salvar a sua esposa mais já era tarde demais.
O jovem Luiz Carlos Silva, de 26 anos, morava na região metropolitana de Curitiba, tinha ido passar o domingo com a sua família na casa de parentes em morretes e tinha uma rotina tranquila. Afastado do trabalho de auxiliar em uma empresa, devido a uma cirurgia, ele trabalhava como autônomo, vendendo óculos e outros objetos para ajudar no sustento da casa, ele não deixava faltar nada em casa comentaram os amigos. Ainda com uma vida pela frente, Luiz não esperava ter a sua história em Terra definida ‘como heroica’, pelo menos não da forma que foi. Para amigos e familiares, o rapaz sempre foi um herói, por toda a dedicação que tinha pela família, por todo amor que tinha pela sua esposa Carolina e pela filhinha recém chegada. Nas últimas semanas, o casal que acabou morrendo no acidente vivia um momento especial com o nascimento de Maria Fernanda, a menininha de 18 dias.
Em meio a tragédia, em meio a fatalidade que abalou o país inteiro, sem dúvida foi um ato heróico de amor do pai em salvar a vida da sua filhinha em dar a vida pela sua filha que emocionou a todos naquele cenário de destruição. O pai e a mãe da bebezinha morreram foi triste, mais a atitude de amor desse pai serviu para nos mostrar que apesar dos noticiários que aparecem de crianças sendo abandonadas, encontradas em lixeiras, mesmo que com essas noticias existiu um pai que agonizando, morrendo ainda juntou as suas ultimas forças para salvar a vida da filha, na tragédia que aconteceu naquele terrível acidente a emoção tomou conta de todo o Brasil, uma pequenininha vida recém chegada ao mundo sendo salva pelo seu pai, um gesto para ser lembrado para sempre nos corações de todos que presenciaram e nos nossos também.
A menininha Maria Fernanda não teve um arranhão não teve uma queimadura, ela não vai estar com os seus pais em corpo físico, mais ela vai saber da coragem da força que seu pai teve em salvar a sua vida. Um exemplo para todos nós de amor de cuidados, de carinho de proteção foi todas essas atitudes que esse pai herói teve.
E como essa atitude desse pai mesmo mesmo já a beira de uma morte horrível, vamos ter a mesma atitude que ele, nós temos oportunidades todos os dias de dar amor, carinho, proteção cuidados para os nossos filhos e os filhos também amem seus pais com toda força, todos os dias, pois eles dão a vida por você.
A atitude desse pai sem dúvida nos deixa um bom legado de amor e misericórdia para a posteridade. O amor ultrapassa até os limites da própria sobrevivência para doar-se ao outro!
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe