PCC quer financiar 10 candidatos a prefeito e 50 vereadores no Ceará, diz ISTOÉ

Caucaia, Mombaça e Itatira são três entre 10 municípios cearenses que teriam candidaturas à Prefeitura e à Câmara Municipal financiadas pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa que há duas décadas foi criada em São Paulo e que estaria se instalando em várias cidades do Ceará.
A denúncia está na reportagem da revista ISTOÉ, neste fim de semana, com base em gravações entregues à Polícia do Estado, por meio de agentes infiltrados na organização criminosa. A presença do PCC em Fortaleza seria responsável pela morte de centenas de adolescentes, que coloca a capital cearense como uma das piores cidades do mundo, em termos de violência.
Segundo a reportagem, o líder do PCC no Ceará seria Alejandro Herbas Camacho Junior, irmão caçula de Marcos Willians Camacho, o Marcola, líder maior da facção. Alejandro se encontra preso, mas, assim mesmo, comandaria as ações de dentro do presídio.
De acordo ainda com a reportagem, Caucaia seria cobiçada pelo PCC por ser vista pela facção como uma cidade estratégica para ações em Fortaleza, além de possuir a segunda maior população do Estado. Itatira seria do interesse de Jussivan Alves, o Alemão, que em 2005 comandou o assalto ao Banco Central em Fortaleza. Já Mombaça seria por “razões afetivas”, pois Alejandro teria adotado a cidade como seu “refúgio”.

Blog do Eliomar
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe