Sem dinheiro, empresa desiste de continuar trecho da obra de transposição do Rio São Francisco no CE

O Ministério da Integração Nacional informou, nesta segunda-feira (4), que está analisando, juntamente com o Tribunal de Contas da União (TCU), alternativas legais para substituir a empresa Mendes Júnior Trading S.A na obra de transposição do Rio São Francisco. Segundo a Pasta, a construtora está enfrentando dificuldades de financiamento e consultou o Ministério sobre a possibilidade de transferir o contrato para outra empresa. 
De acordo com o Ministério, as obras não estão paralisadas e é feito um trabalho para que elas não sejam interrompidas. A Pasta afirma que estuda a medida mais adequada para substituir a empresa e que não haja prejuízo no prazo de entrega do empreendimento, que está previsto para dezembro de 2016. 
A empresa Mendes Júnior possui dois contratos firmados com o Ministério da Integração para construção das estruturas de engenharia da primeira etapa (Meta 1N) do Eixo Norte da transposição, que compreende a captação de água do Rio São Francisco, em Cabrobó (PE), até o início do reservatório Jati, no Ceará. Com 87,7% de avanço físico, o trecho possui 140 quilômetros de extensão e conta com 2.827 profissionais. A água percorrerá 51,2 quilômetros desse trajeto.
Conforme dados do ministério, faltam 12,6% para finalizar a transposição do Rio São Francisco. Os dois eixos de transferência de água do projeto - Norte e Leste – atingiram 87,4% de conclusão em maio deste ano. Serão beneficiados 390 municípios nesses Estados.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe