Wesley Safadão doa cachê polêmico de show em Caruaru a cinco instituições

O cantor Wesley Safadão doou, nesta terça-feira (26), o polêmico cachê de R$ 575 mil referente ao show realizado no São João de Caruaru, no dia 25 de junho. Cinco instituições de caridade do município pernambucano foram contempladas com cerca de R$ 92,9 mil. O restante do valor, cerca de R$ 28 mil, foi retido pela prefeitura e R$ 8 mil pelo Imposto de Renda. 
Safadão realizou um evento para oficializar a doação. Após a cerimônia, o cantor explicou que não estava tranquilo com a polêmica criada pelo valor do cachê e pediu a Deus que o iluminasse para resolver da melhor forma. “A forma como aconteceu não me deixou em paz, eu não ia dormir tranquilo. [...] Eu tinha que fazer alguma coisa”, disse.
O cearense esclareceu que, após anunciar a doação do dinheiro, o seu escritório trabalhou para analisar as instituições de caridade de Caruaru, observar as mais atuantes e saber o que elas estavam precisando. “Temos certeza que o dinheiro vai ser revertido na melhor forma possível”, contou.
As cinco instituições beneficiadas foram a Associação Instituto Missionário Centro Social São José do Monte, Lar Criança Pobre Nossa Senhora do Carmo, Centro de Educação Popular Comunidade Vida, Casa dos Pobres São Francisco de Assis e Instituto do Câncer Infantil do Agreste. 
Sobre a polêmica, Safadão revelou não guardar mágoas e pede sabedoria a Deus. O cantor disse que chegou a pensar que se o problema de Caruaru era ele e que pretende voltar a tocar na cidade ainda neste ano e também no São João de 2017. “Estou com coração alegre e feliz por isso que está acontecendo hoje”, falou. 

Relembre a polêmica
Safadão anunciou que ia doar o cachê referente ao show durante a apresentação no São João 2016 de Caruaru. A decisão do cantor se deu após a Justiça questionar o cachê de R$ 575 mil cobrado por Safadão para se apresentar na cidade. 
"Se o problema é dinheiro, pode espalhar aí que o meu cachê está voltando para Caruaru para ajudar a quem realmente precisa. Em Caruaru, eu toco até de graça. O que eu não quero é ficar de fora desta festa", afirmou o cantor cearense durante o show. 
Três dias antes do show, um juiz da comarca de Caruaru concedeu liminar, suspendendo o show de Safadão no São João da cidade. Havia suspeita de superfaturamento no cachê de Wesley, já que, em Campina Grande, Safadão cobrou R$ 165 mil para o show, de acordo com a Prefeitura da cidade paraibana. 
O show em Caruaru aconteceu, no entanto, porque o desembargador José Viana Ulisses acatou um pedido da Prefeitura da cidade pernambucana, permitindo a apresentação de Safadão.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe