Após punição no Rio, Rússia é banida da Paraolimpíada de Inverno

O Comitê Olímpico Russo anunciou nesta segunda-feira (29) que os paratletas do país também estão proibidos de participar dos Jogos Paraolímpicos de Inverno, que serão realizados em Pyeongchang, na Coréia do Sul, em 2018. Na semana passada, a CAS (Corte Arbitral do Esporte) havia rejeitado a apelação feita pela Rússia para que os paratletas do país pudessem participar dos Jogos Paraolímpicos do Rio após o escândalo de doping que envolveu o esporte russo.
No último dia 7, o Comitê Paraolímpico Internacional já havia decidido suspender a delegação russa da Paraolimpíada. "A decisão tomada pelo Comitê Paraolímpico Internacional (IPC), junto com a Corte Arbitral do Esporte (CAS), sobre a exclusão dos paratletas russos dos Jogos Paraolímpicos do Rio também se estende aos Jogos Paralímpicos de Inverno, em 2018, em Pyeongchang", diz a nota oficial divulgada pelo Comitê Olímpico Russo.
A decisão do Comitê Paraolímpico Internacional de banir a delegação paraolímpica russa da Paraolimpíada do Rio foi mais dura do que a do COI, que preferiu delegar para cada federação esportiva a decisão sobre banir ou não atletas russos da Rio-16. Com isso, algumas modalidades russas disputaram a Rio-16. Mesmo desfalcada, principalmente no atletismo, a Rússia terminou os Jogos Olímpicos deste ano na quarta colocação, com 36 medalhas de ouro. Em julho, um relatório da comissão independente da Wada apontou participação ativa do governo do país no encobrimento de casos de doping.

Folhapress


    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe