Camilo Santana se solidariza com Dilma e critica impeachment

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), utilizou sua página oficial no Facebook para criticar o que classificou como "o desfecho do mais injusto processo da história democrática deste país". O governador se solidarizou com a ex-presidente Dilma e afirmou que caberá à história julgar este momento.
"Hoje é um dia muito triste para a democracia brasileira. A história haverá de julgar este momento. Quero prestar a minha solidariedade à presidenta Dilma pela sua resistência, força, decência e convicção nos seus ideais democráticos. Sai deste processo deixando uma lição de coragem e firmeza", escreveu.
Entre outras coisas, Camilo disse também que "a resposta para a insatisfação com um governo deve ser a voz democrática das urnas".

Confira abaixo a nota completa divulgada pelo governador:
"A deposição da presidenta Dilma Rousseff teve hoje seu ato final no Senado Federal. Eleita democraticamente por mais de 54 milhões de brasileiros, a presidenta Dilma deixa o comando do Governo Federal sem, sequer, ter conseguido concluir a metade de seu segundo mandato. Não poderia deixar de dizer que considero o desfecho do mais injusto processo da história democrática deste país, quando uma mulher honrada, honesta, foi punida da forma mais severa, extirpada da cadeira da Presidência.
A resposta para a insatisfação com um governo deve ser a voz democrática das urnas; jamais a imposição da vontade dos opositores como uma espécie de eleição indireta. O que está em jogo não é apenas o mandato de uma presidenta, mas o direito sagrado conquistado pelos brasileiros de escolher seus representantes democraticamente pelo voto direto. 
Hoje é um dia muito triste para a democracia brasileira. A história haverá de julgar este momento. Quero prestar a minha solidariedade à presidenta Dilma pela sua resistência, força, decência e convicção nos seus ideais democráticos. Sai deste processo deixando uma lição de coragem e firmeza.
Camilo S. Santana"

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe