Conheça a cela onde estão presos executivos da construtora Odebrecht no Paraná

O Completo Médico Penal de Pinhais (CMP) no Paraná, é o local onde estão detidos o ex-senador Gim Argelo, o ex-ministro José Dirceu, os ex-deputados Luiz Argolo e André Vargas, e o ex-tesoureito do PT, João Vaccari, além de executivos da construtora Odebrecht.
Reportagem da Folha de S. Paulo mostra que funcionários do CMP têm relatado falhas na segurança do presídio que acolhe os principais detidos da Operação Lava Jato, além de 700 detentos que necessitam de tratamento médico ou psiquiátrico, presos com curso superior e que são policiais.
Segundo os funcionários, há poucos agentes para vigiar os presos, o que faz com que procedimentos de segurança sejam ignorados. Um agente cuida dos 180 internos das galerias cinco a seis, entre os quais estão os da Lava Jato.

Cela 604 já foi ocupada por Marcelo Odebrecht
Um dos presos ilustres que frequentaram o local foi o empreiteiro Marcelo Odebrecht, transferido para a superintendência da Polícia Federal em Curitiba, em fevereiro. A cela 604 é hoje ocupada pelos presos Luiz Eduardo da Rocha Soares, funcionário da empreiteira, e o empresário Olívio Rodrigues Júnior.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe