Cunha vai ao STF para tentar suspender processo de cassação

A defesa do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ingressou com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar suspender a votação no plenário da Câmara dos Deputados do processo que pede a cassação dele.
O mandado de segurança foi protocolado na noite desta terça-feira (2) e entrou no sistema do Supremo na tarde desta quarta.
Na Câmara, Cunha responde por quebra de decoro parlamentar sob a acusação de que mentiu na CPI da Petrobras sobre existência de contas na Suíça em seu nome.
Além do processo na Casa, ele é alvo de ação penal no STF e a Procuradoria Geral da República afirma que ele usou contas no exterior para lavar dinheiro desviado da Petrobras.

G1
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe