Quadrilha explode agência da Caixa em Senador Pompeu, troca tiros com a Polícia e um bandido morre

Bandidos explodiram a agência da Caixa Econômica Federal (CEF) de Senador Pompeu, na região do Sertão Central, na madrugada desta quarta-feira (10). A quadrilha ainda tentou explodir a agência do Banco do Brasil mas a Polícia frustrou a ação. Houve uma intensa troca de tiros entre os policiais e a quadrilha e um dos bandidos morreu. O restante da quadrilha conseguiu fugir.
Segundo a Polícia, a ação aconteceu por volta de três da madrugada. Cerca de 20 homens chegaram em três veículos e uma moto e fecharam a avenida Francisco Cambraia, no Centro de Senador Pompeu, onde ficam as agências da CEF e do Banco do Brasil. A quadrilha estava fortemente armada. Enquanto a ação acontecia, vários disparos eram feitos, o que deixou a população assustada. Cápsulas de munição foram encontradas no chão da avenida pela população.

O primeiro alvo foi o prédio da Caixa. Utilizando explosivos, os bandidos conseguiram abrir o cofre, que estava abastecido com notas de R$ 5, R$ 10 e R$ 20. Quando tentavam realizar a segunda explosão, desta vez, contra a agência do Banco do Brasil, equipes da Polícia chegaram e frustraram a ação. Houve uma intensa troca de tiros e um dos bandidos tombou sem vida. Ele estava armado com uma espingarda calibre 12. Os policiais estão bem.
De acordo com o delegado titular regional da Polícia Civil de Senador Pompeu, Jéferson Lopes Custódio, equipes do Comando Tático Rural (Cotar), da Polícia Civil e do Serviço Reservado, já estavam investigando o grupo. “Essas equipes estavam espalhadas por Senador Pompeu, Boa Viagem, Pedra Branca e Tauá, por isso demos uma resposta muito rápida, fazendo com que eles desistissem da ação”, disse o delegado.

Após a ação das equipes da Polícia, a quadrilha desistiu da ação e fugiu dividida. Uma pessoa foi levada como refém com parte da quadrilha que seguiu por um trecho que leva ao distrito de Bonfim. Ele e o veículo utilizando na ação, um Gol Prata, foram abandonados minutos depois. A outra parte da quadrilha seguiu com destino a Milhã. Na fuga, duas sacolas com o dinheiro que havia sido retirado do cofre, foram abandonadas pelo grupo.
De acordo com Jéferson Lopes, as equipes realizam buscas pela região a fim de prender a quadrilha. Como várias marcas de sangue estavam no local dos assaltos, ele acredita que pelo menos outros dois bandidos saíram baleados.
Com a ação desta quarta, sobe para 46 o número de ataques contra bancos no interior do Ceará. A última ocorreu no dia 2 de agosto, em Tamboril, em uma agência do Bradesco.

Diário Sertão Central
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe