Apple lança Iphone 7 resistente à água e 2 câmeras traseiras

O keynote anual da Apple, realizado na tarde desta quarta em São Francisco, começou com tudo. Depois de uma breve apresentação do CEO da empresa, Tim Cook, ninguém menos do que o criador da franquia Mario Bros., Shigeru Miyamoto, subiu ao palco para anunciar uma parceria entre a maçã e a Nintendo.
Essa parceria começa com o lançamento, ainda este ano, de um jogo estrelado pelo encanador bigodudo para o iOS 10. Super Mario Run é um “endless runner”, na qual Mario deve chegar até o fim da fase pegando o máximo de moedas. O game será pago, mas não terá microtransações.

Calma usuários de Android! Pouco tempo depois da apresentação, a Nintendo confirmou que o jogo também será lançado para a plataforma.

O CEO da Niantic, John Hanke, ainda apresentou o app do Pokémon Go para Apple Watch. “Desde julho, o jogo já foi baixado mais de 500 milhões de vezes, e os treinadores andaram mais de 4,6 bilhões de quilômetros”, contou Hanke. Com o aplicativo, os usuários poderão ver o quanto precisam andar para chocar um ovo, quais pokemons podem ser encontrados na área e quantas calorias já gastaram na caminhada.
“Pokémon Go é sobre explorar seus arredores e se divertir fora de casa. Com o app no smartwatch, os jogadores poderão ter menos foco na tela do celular e mais no que está a sua volta”, afirmou o executivo. Pokémon Go para Apple Watch ainda indica quando você passa por um Pokéstop, e permite que o usuário recolha itens.
Na sequência, a empresa apresentou o novo Apple Watch, batizado Series 2. O gadget, segundo a Apple, é “à prova de nado”, ou seja, é resistente à agua até 50 metros de profundidade. Por dentro, ele está 50% mais rápido, com uma nova GPU que permite gráficos duas vezes melhores e um display duas vezes mais brilhante (ideal para dias ensolarados). De acordo com a Apple, é o display mais brilhante já fabricado pela empresa.

O Apple Watch Series 2 custará US$ 369, enquanto o smartwatch anterior, agora batizado Series 1, também ganhou um upgrade – com um chip dual core – e sai a partir de US$ 269. O aparelho estará nas lojas americanas a partir do dia 16/09. No Brasil, o mais barato sai por R$ 2.199.
Antes do prato principal, Cook ainda apresentou algumas das novidades do iOS 10, que terá alguns recursos como teclado inteligente e a possibilidade de controlar a automação da sua casa a partir do seu smartphone.

iPhone 7
Depois de muita espera, finalmente chegou a hora de conhecermos o novo iPhone, segundo Cook, “o melhor que a Apple já fez” (mas ele fala isso todo ano). A empresa investiu bastante no novo design (esse, de fato, o mais bonito que ela já fez) e oferece o aparelho em duas novas cores: preto brilhante e preto fosco.



O corpo do aparelho é todo de alumínio e vidro, desenhado de uma forma que o usuário não consiga distinguir onde um acaba e o outro começa. A câmera está modelada diretamente no case do smartphone.
O botão Home, que muita gente achou que iria desaparecer, foi reformulado. Entre outros recursos, agora é sensível a força (não a Força, de Star Wars. O iPhone não é jedi. Ainda), que permite aos desenvolvedores de aplicativos mais possibilidades de uso, além do duplo clique e do touchID.


Como esperado, o iPhone 7 Plus terá duas câmeras traseiras, uma delas com 66mm, com zoom ótico de 2x (10x no digital). Como também esperado, a entrada analógica de fones de ouvido desapareceu – os EarPods agora são conectados pela entrada lightning, que de acordo com a Apple é muito mais eficiente, uma vez que transporta não só dados como energia, o que livra os fones de ouvido de ter que usar baterias para noise cancellation.
“Desde o início desenhamos o Lightning para ser um grande conector de áudio”, disse o vice-presidente da Apple, Phil Schiller, no evento.
“Estamos mudando os fones do iPhone 7 e do 7 Plus para o Lightning, e incluindo-os na caixa com o dispositivo. Também fizemos um adaptador, que estará igualmente na caixa”.

Mas o que a Apple quer mesmo é se livrar dos fios. Por isso lançou também os novos fones AirPods, que como de costume ela apresentou como se tivesse acabado de inventar, mas na verdade são iguais ao Samsung Gear IconX. São fones de ouvido sem fio, sensíveis ao toque, com microfone embutido e que se conecta diretamente ao seu iPhone ou Apple Watch. A bateria dura 5 horas e é carregada no case do acessório, para um total de 24 horas de uso.

Ele custa US$ 159 nos Estados Unidos. Mas no Brasil, vai custar módicos R$ 1.399. É isso mesmo, você não leu errado, pode conferir lá no site da Apple.
O novo chip A10 Fusion conta com 64bit e é quad core, para uma performance 40% mais rápida do que seu antecessor. Dois dos núcleos são voltados para performance, enquanto os outros dois para eficiência e economia de energia. Dependendo da operação, o aparelho muda para uma dupla ou outra, para uma maior duração da bateria.
O preço? Bem, lá fora será o mesmo preço do 6S: a partir de US$ 649 para o modelo normal, e US$ 769 no Plus, com capacidades de memória de 32 GB, 128 GB e 256 GB. A pré-venda começa hoje e ele chega às lojas também no dia 16/09, mas sem data para chegar ao Brasil.

Mundo Bit
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe