Narcotraficante foragido comandava campanha eleitoral da esposa à prefeita em Paramoti

Um dos bandidos mais procurados pela Polícia Federal no País, estava infiltrado na política cearense, mas acabou sendo preso no feriado da Independência (7) no Interior do Estado. Trata-se de um traficante de drogas foragido da Justiça do Mato Grosso e que voltou à sua terra natal, a pequena e pacata cidade de Paramoti (a 92Km de Fortaleza), após uma fuga cinematográfica usando documentos falsos.
O cearense Jocivan Barreto Pontes foi preso na tarde do feriado desta quarta-feira quando participava da inauguração do comitê de campanha eleitoral de sua esposa, a atual vice-prefeita de Paramoti, Antônia Telvânia Ferreira Braz, filiada ao PHS e candidata a prefeita pela coligação “Unidos por Paramoti”.
A captura do traficante foi realizada pela equipe da Delegacia Regional de Polícia Civil de Itapipoca, tendo à frente o delegado Marcos Aurélio Elias de França. Há meses ele investigava a denúncia de que um homem fugitivo da Justiça, e ligado ao narcotráfico, estaria participando ativamente da campanha polícia em Paramoti.  A descoberta da identidade do suspeito aconteceu há poucos dias.
“Magrão”, como era conhecido o traficante em Paramoti, mas usava uma identidade com o nome falso de Gilvan Alencar Barreto. E foi com este nome que ele conseguiu fugir, em 1998, da Cadeia Pública da cidade do Carumbé, em Cuiabá, onde estava confinando após ser preso  com dois comparsas transportando um carregamento de 68 quilos de cocaína em forma de crack. Os irmãos Valdir e Valdeci Santos eram os comparsas do cearense.

Transferido
Com a documentação falsa, o traficante voltou para o Ceará e se infiltrou na política de Paramoti com o dinheiro arrecadado na venda de drogas na região Centro-Oeste do País. Mais recentemente, estava trabalhando na campanha de sua mulher, até que foi descoberto na investigação policial.
Na manhã de ontem, o foragido foi transferido de Itapipoca para Fortaleza, onde será recolhido na Delegacia de Capturas e Polinter. Sua prisão foi comunicada à Justiça do Mato Grosso, que deverá providenciar a vida de uma escolta para levá-lo de volta a Cuiabá.

Ceará News 7
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe